Laboratório de Solos e Folhas

Para maior praticidade, resultados online:

Atuando a mais de 40 anos em prol da Cafeicultura Nacional, o Laboratório de Solos e Folhas da Fundação Procafé conta com uma equipe técnica, altamente especializada, que realiza análises químicas com qualidade, rapidez e precisão.

 

O Laboratório dispõe de um sistema informatizado que possibilita ao produtor acessar seus resultados online a qualquer hora e em qualquer lugar.

 

Certificado pelos principais programas de controle de qualidade do Brasil, Profert e Esalq, a Fundação Procafé emite análises com resultados plenamente confiáveis, gerando economia e aumento de produtividade para os produtores.

Sejam nossos parceiros!

Temos várias formas de parceria, além de pontos de coleta de amostras em diversas localidades. Entre em contato conosco:

Para maior facilidade, encontre o que procura:

Tabela de Preços

 

Tabela de Referência Folhas

 

Tabela de Referência Solos

 

Obs 1: A presente tabela refere-se a um solo de Textura e CTC médias ( 6-12 ).

Obs 2: mg/dm³ = ppm ;  Cmol/dm³ = eq.mg/100g.

Obs 3: Para o Alumínio e para o H + Al a condição de menores níveis é a mais adequada, por isso os valores são decrescente.

 

Amostragem de Solos

 

A rentabilidade da atividade Cafeeira depende da obtenção de boas produtividades, as quais são obtidas em solos férteis e com bom equilíbrio entre os nutrientes. Para realização de uma análise química de solo real e coerente o primeiro passo é a realização de uma amostragem de solo correta, pois uma amostra mal feita gera um resultado errado que culminará em uma correção e adubação errada, gerando muitos prejuízos. Abaixo algumas orientações e em caso de dúvidas procure um profissional qualificado, no caso um Engenheiro Agrônomo.

Área:

Dividir a área em talhões homogêneos de até 10 há. É importante que o mesmo tenha fertilidade semelhante, cultivar semelhante e coloração de solo semelhante. A retirada deve ser feita de acordo com o tamanho do talhão, em geral, coletar as amostras de 10 a 20 pontos na profundidade de 0 a 20cm e se necessário de 20cm a 40cm. Essas amostras são chamadas de amostras simples, as quais devem ser homogeneizadas para formar a amostra composta, a qual deverá ter aproximadamente 500 gramas que será enviada para o laboratório.

Atenção Evitar:

Coletar próximo a estradas, carreadores e cercas, locais onde foi depositado calcário, esterco, palha de café, evitar também a proximidade de corredores d’água, curva de nível e locais associados.

Ferramentas:

As mais indicadas para retirada das amostras de solo são o Trado e a Sonda. Enxadão e Cavadeira devem ser evitados. Levar saquinho plástico limpo e adequado e não esquecer de levar caneta para identificação das amostras especificando o tipo de análise a ser realizada e outras anotação que são importantes.

Local:

O ponto de coleta da amostra deve ser sempre na faixa da adubação. Em lavouras onde a adubação é realizada de forma mecânica, a coleta der ser realizada sob a copa. Em lavouras onde a adubação é realizada de forma manual na projeção da copa, esta amostragem deve ser realizada na projeção da copa.

Época:

A época de amostragem deve ser realizada em período igual ou superior a 60 dias e/ou 200 mm de chuva após a última adubação.

Amostragem de Folhas

 

Uma ferramenta importante no acompanhamento da nutrição da lavoura é a análise foliar, ela identifica e corrige deficiências nutricionais das plantas.

Indicada  para ser realizada periodicamente, o mais importante é ficar atento a época e a forma de retirada desta amostra, respeitando o prazo de carência da última adubação de solo ou de folha. Abaixo algumas orientações, e em caso de dúvidas procure um profissional qualificado, no caso um Engenheiro Agrônomo.

Área:

A coleta da amostra de folha deve ser realizada no mesmo talhão onde foi realizada a coleta da amostra de solo. As folhas coletadas devem ser sadias, livres de pragas e doenças, e normais sem lesões e deformações.  Não coletar folhas de plantas com deficiências isoladas ou que não representem a média visual da lavoura. As folhas devem estar isentas de sujeiras, poeiras, barro, etc.

Ferramentas:

Utilizar saquinhos de papel para a coleta das folhas e caneta para identificação de cada amostra. Caso não leve imediatamente para o laboratório, coloca-las na parte de baixo da geladeira, na gaveta de frutas. As folhas não podem chegar depois de 72 horas da coleta no laboratório.

Forma de Coleta:

Retirar folhas do terceiro ou quarto par no terço médio das plantas, coletar de 30 a 50 folhas por talhão, dependendo do tamanho do mesmo.

Época:

A época primordial para retirada de uma amostra de folha é antes da realização da primeira adubação de solo e ou de folha. Após essa amostragem sempre que houver dúvidas com relação á deficiências, novas amostras de folhas devem ser retiradas. Não existe um mínimo e um máximo durante um ano agrícola, é importante que sempre se acompanhe a nutrição da planta por meio da análise foliar.

Dados para depósito:
 

Fundação de Apoio a Tecnologia Cafeeira

CNPJ: 04.420.652/0001-36

Banco do Brasil

Agência: 0032-9

Conta Corrente: 32956-8

Institucional

Navegação

Redes Sociais

  • Facebook ícone social
  • YouTube
  • Instagram

Alguma dúvida?

Entre em contato

(35) 3214-1411

Alameda do Café, 1000 - Jardim Andere, Varginha - MG, 37026-400

© Copyright 2020 Fundação Procafé - Todos os direitos reservados
0
Fundação de Apoio à Tecnologia Cafeeira