Procafé Atende

Adubação e Correção

Adubação e Correção

Adubação Foliar.


Município: Fartura Estado: SP Tenha em minhas areas de cafe um solo bem equilibrado e uma analise foliar dizendo que todos os nutrientes estao dentro da media nutricional exigida,gostaria de saber ate que ponto seria nescessario fazer pulverizações foliares no cafe e se eu nao fizer irá prejudicar em alguma coisa no desenvolvimento da mesma. Resposta: Senhor André diz ter suas áreas de café um solo bem equilibrado e uma analise foliar dizendo que todos os nutrientes estão dentro da media nutricional exigida, Gostaria de saber ate que ponto seria necessário fazer pulverizações foliares e se não fizer irá prejudicar em alguma coisa no desenvolvimento da mesma. Nós atendemos dizendo que a análise foliar é enganosa, pois se a lavoura estiver pouco produtiva os níveis sempre estaraõ adequados, pois a planta não está transferindo para os frutos. Ela é um bom indicativo. Porém, as pulverizações são feitas também pra controle de pragas e doenças, estas, especialmente as doenças, não podem ficar sem as pulverizações, pois os produtos de solo, pra ferrugem, já não estaõ funcionando bem. As aplicação foliares são basicamente, para suprir Zinco cobre e para controle de pragas e doenças. Caso não as tenha i, o que é difícil, não precisaria usar. Matiello




Concentração de cobre na calda.


Município:Silvianópolis Estado:MG Resposta: Senhora Maria, diz que viu orientações que a concentração de cobre na calda deve ser 100gramas pra 20 litros de água(0.5%). Na minha região encontro o produto Supera, onde a embalagem descreve "hidróxido de cobre 537.44 gramas/L". Sendo assim eu tenho que colocar 187 ml do produto em 20L De água para obter a concentração ideal de cobre? Nós atendemos dizendo que no caso do uso do Supera pode aumentar um pouco a dose, pois ele tem 35% de cobre, contra 50% dos fungicidas comuns. Nesse caso pode colocar a 0,8% ou seja 160 ml em 20 l dágua. Matiello




Quantidade boro e magnésio em 200 litros


Município:Lajinha Estado:MG Resposta: Senhora Natália, diz que gostaria de saber se pode adicionar magnésio e boro juntamente com o via solo e em caso positivo qual o produto vcs indicaram e a quantidade de magnésio e boro em 200 litros de água. Nós atendemos dizendo que indicamos usar mistura apenas com o boro, pois o magnésio é exigido em grandes quantidades e na via drench junto com o fungicida-inseticida de solo, iria muito pouco e não corrigiria. No caso do boro ele é um micro-nutriente, portanto pode atender, pois se necessita usar apenas uns 10-20 kg por há. Então vamos dizer que vai usar 15 kg do ácido bórico. Como deve ter ai cerca de 5000 e como cada planta deve receber um jato ou drench de 50 ml teríamos um gasto de 50 x 5000 ou seja 250 l de calda por há. Nesses 250 l devem ser colocados os 15 kg, ou seja, em 200 l deve colocar 12 kg. Veja, que a solubilidade do ácido bórico em água, em temperatura de 20 graus é de cerca de 5%, então ou a água usada deve ser pouco mais quente ou deve usar um pouco menos, os 10 kg em 200 litros. Matiello




Como calcular a adubação?


Município:Lajinha Estado:MG Resposta: Senhora Natália, diz que gostaria que fosse ensinado como fazer o cálculo do nitrogênio por planta. Tenho 40 mil pés espaçamento 2x1 se tenho q aplicar 200 kg de nitrogênio por hectare quantas gramas por planta tenho q aplicar da formulação 18 04 18 da yara. Nós atendemos dizendo que logo de inicio deve transformar a dose do nutriente, no caso o nitrogênio, conforme o adubo que vai usar. Como vai usar uma fórmula que tem 18% de N então deveria usar 5,5 vezes mais desse adubo, pra completar os 100% de N. Então para colocar os 200 kg de N por há, precisa aplicar 1100 kg da sua fórmula. Dai é só dividir essa dose pelo numero de plantas que tem em um hectare. Como o espaçamento é 2x1m tem 5000 plantas por há. Então 1100 kg divididos por 5000 pl daria 22 gramas por planta. Matiello




Multifertilizante organo mineral agrocep


Município:Lajinha Estado:MG Resposta: Senhor Juscelino, Diz que gostaria de saber se já existe comprovação da utilização deste adubo de aplicação única e se realmente compensa fazer a substituição do adubo convencional. Nós atendemos dizendo que não conhecemos este adubo desta marca, porem, tratando-se de um organo mineral, ele é composto pela mistura de uma fonte orgânica, com os adubos minerais comuns, como ureia cloreto de potássio etc. Nós, por isso, temos duvidas se não é preciso parcelar, pelo menos umas 2 vezes. Este deveria ser o procedimento, pois, principalmente em períodos de muitas chuvas o nitrogênio póde ser muito lixiviado e se perder. Sobre a economia o sr deve ver ai a questão dos preços. Matiello




Época de aplicação do calcário.


Município:Santa Rita de Caldas Estado:MG Resposta: Senhor André, diz que comprou uma área de café aqui ao seu lado e o solo está muito ácido e com baixa matéria orgânica. E vou fazer o plantio de café no próximo ano, porém já incorporei 4toneladas de calcário em setembro de 2019, estou pensando em incorporar mais 2 toneladas agora em março de 2020 e duas em setembro de 2020 pra depois abrir as covas. O que o senhor e a fundação procafe me orienta? Nós atendemos dizendo que a quantidade de calcário deve obedecer aos resultados da análise de solo. A sua proposta é de aplicar um total de 8 t por há, o que achamos muito. O excesso é prejudicial. Acho que é suficiente a quantidade de 4 t por há que já aplicou. Por ocasião do plantio deve colocar cerca de 400 g de calcário por metro de sulco. Então, cerca de 1 ano após o plantio deve fazer uma análise e ver se precisa algo mais. Matiello




Porque a Planta de café sofre desequilíbrio depois da colheita


Município:Ibicoara Estado:BA Resposta: Senhor Gleison, a planta de café sofre stress pela carga de frutos uma vez que as reservas da planta se transferem para a formação dos frutos. Além disso, com a colheita provoca-se uma desfolha adicional e logo vem um período mais frio e seco, isso tudo contribuindo para o desgaste das plantas. Matiello




Uso de estercos


Município:Alegre Estado:ES Resposta: Senhor Everson, diz ter disponibilidade de esterco e urina de vaca e também de soro de leite proveniente da fabricação de requeijão. Posso utiliza-los na lavoura de café, visando diminuir custos com adubos convencionais. Pergunta se pode utilizar esses três componentes na sualavoura de café, visando diminuir custos com a adubação convencional. Se positivo, qual seria a recomendação? Nós atendemos dizendo que sim o esterco misturado à urina já é de uso normal. O soro do requeijão talvez possa dar um destino mais nobre a ele, na alimentação animal. Quanto ao esterco, sempre que disponível, pode usar de 5-10 toneladas por há, nesse caso podendo substituir de 30-50% da adubação química, conforme poderá observar a necessidade de acordo com a análise de solo. Matiello




Posso substituir a adubação convencional por adubação líquida com ácidos húmicos e fulvicos condicionador de solo.


Município:Patrocínio Estado:MG Resposta: Senhor Celio, os ácidos húmicos e fúlvicos não substituem os nutrientes dos adubos comuns, podem, apenas, melhorar seu aproveitamento, embora não se tenha ainda respostas bem experimentadas pela pesquisa. Matiello




Pulverização via solo


Município:Silvianópolis Estado:MG Resposta: Senhora Maria, diz que possui duas lavouras de café, uma com um ano (0,5×3,0m) e outra recém plantada no último dezembro (0.70×3m). Gostaria de saber se posso aplicar via solo os produtos Premier Plus ou premier WG e impact, se mês de janeiro ainda é viável tal aplicação? Qual a dosagem dos produtos para a plantação de 1 ano e para a recém plantada? Nós atendemos dizendo que pode sim usar os produtos de solo ou o premier plus ou o premier mais o impact. Na lavoura de 1 ano pode usar um 1 litro do premier plus por há ou 1l de impact mais 600 g do premier 700. Na lavoura recém plantada pode usar 30% menos. Matiello




Adubação com sulfato de amônio, em lavoura recém plantada


Município:Rio Paranaíba Estado: MG Resposta: Senhor Alexssandro, diz que fez uma adubação com sulfato de amônio na lavoura recém plantada e ocorreu uma chuva em pequena quantidade somente no dia da adubação. Nos dias seguintes houve estiagem, logo após notou algumas mudas "queimadas" . Pode ser o fertilizante que e evaporou e atingiu as folhas? Nós atendemos dizendo que sim deve ter sido efeito do fertilizante, porem não pela sua evaporação, como diz. O efeito se dá por excesso de sais, que podem queimar raízes e o tecido foliar, como a foto mostra, pelo efeito salino, resultando em efeito osmótico, que desidrata e mata o tecido. A chuva pouca ajudou, pois dissolveu o adubo e não difundiu o mesmo numa área maior do solo, ficando concentrado junto á planta. Matiello




Indicação para adubação de composto orgânico no café


Município:Franca Estado:SP Resposta: Senhor Leandro diz que gostaria de saber se há alguma recomendação para aplicação de matéria orgânica, principalmente composto orgânico advindo de compostagem, ricos em húmus (humina, ac fulvicos e humicos) na cultura do café? Qual a quantidade aplicar? Em qual época do ano? Qual a periodicidade? Nós atendemos dizendo que sim. Pode usar, de acordo com a disponibilidade, cerca de 10 t por há. Aplicar no pós-colheita ou antes do inicio das chuvas. Caso tenha pode aplicar todos os anos, porem se tiver dificuldade pode rotacionar as áreas voltando a aplicar cada 2 anos. Deve complementar com adubação química. Matiello




Gostaria de saber se é possível realizar conjuntamente a adubação de cobertura com super simples e 20-0-20.


Município:Luminárias Estado:MG Resposta: Sra Laysa, pode sim usar em conjunto, porem quase sempre não é necessário fazer isso, já que o superfosfato pode ser aplicado mesmo no seco e de uma vez e a 20-00-20, em 3 vezes e com solo molhado. Matiello




Adubação e manejo de brachiaria


Município:Patrocinio Estado:MG Resposta: Senhor Lucas. diz ser de Patrocínio MG, está pensando em plantar duas linhas de braquiaria na entrelinha de meu cafeeiro (3,80 x 0,75) no intuito de roça-la com rocadeira ecológica jogando a massa para a linha do café. Gostaria de saber como proceder com as adubaçoes, se faria a roçada alternada da braquiaria e depois adubo o café por cima da massa ou faço a adubação do cafeeiro primeiro é depois roço jogando a massa por cima do adubo na linha do café. Nós atendemos dizendo que deve adubar primeiro e depois roçar o mato por cima, pois, especialmente em adubos com uréia, sobre material vegetal aumenta a perda da uréia aplicada. Matiello




Adubação para lavoura esqueletada


Município:Patrocínio Estado:MG Resposta: Senhor Lucas, diz que gostaria de saber como proceder com uma lavoura que ainda será esqueletada. No ano antes do esqueletamento posso reduzir algum trato? No primeiro ano pós esqueletamento (Sem produção) como calcular a adubação? No segundo ano pós esqueletamento (superprodução) como calcular a adubação? Nós atendemos dizendo que no ano de safra alta, desde que esquelete bem cedo, pode retirar a última parcela de adubação, caso a lavoura venhya bem, e, ainda, uma pulverização contra ferrugem, aí você precisa ver como está a condição da lavoura. No ano de safra baixa, ap´[os o esqueloetamento a adubação deve ser metade da normal, caso seja a normal de 400 kg de N/K2O por há, seria de 200 kg e no ano de safra seria a adubação cheia, normal. Matiello




Quantas gramas de ciclus devo jogar na lavoura de café de 9 meses?


Município:Paulinia Estado:SP Resposta: Senhor Arildo, vai depender da formulação usada. Se Ciclus NK tipo 19-00-19, pode usar cerca de 50-60 g por planta isto para um espaçamento normal, com cerca de 5000 plantas por há. Veja, com relação ao K a fórmula que mais se ajusta ao teor desse nutriente em sua análise de solo. Matiello




Como fazer as covetas


Município:São Sebastião Paraiso Estado:MG Resposta: Senhor Cesar, diz que em pergunta anterior foi dito para eu fazer replantio poderia apenas reforçar com o fosforo na coveta. Minha duvida é a seguinte posso fazer a coveta mistura o super simples e no mesmo dia fazer o plantio de cafe.ou de pois da coveta pronta com o adubo devo esperar algum tempo. Nós atendemos dizendo que pode sim. O superfosfato já curado, como sai da fabrica, não tem efeito de queima de raízes das mudas. Matiello




adubação com fosoforo em cafe


Município:São Sebastião do Paraiso Estado:MG Resposta: Senhor Cesar, diz saber que o fosforo tende a ser fixado no solo e pergunta qual é a melhor maneira de se fazer a adubação em cafezais jogando o produto esparramado debaixo da saia do cafeeiro ou colocando o adubo concentrado de "montinho". N´s atendemos dizendo que deve ser esparramado, pois no momntinho não se fixa, porem também não atinge as raízes, ou seja seria pouco absorvido. Matiello




inseticida via solo


Município:São Sebastião Paraiso Estado:MG Resposta: Senhor Cesar, pergunta qual é a maneira correta de se aplicar o inseticida de solo como por exemplo o verdadeiro ou premier plus?no encontro do tronco com o chão ou debaixo da saia do cafeeiro podendo ser uns 10 cm do tronco? Nós atendemos dizendo que os produtos devem ser aplicados onde existem mais raízes. Nesse caso, seri aplicação sob a saia do cafeeiro, do meio pra dentro, não chegando tão próximo ao tronco, tendo em vista que bem próximo só existem raízes grossas saindo do tronco. Matiello




Deficiência nas folhas


Município:Boa Esperança Estado:MG Resposta: Senhor Gabriel, diz ter uma lavoura de Topázio, com 2 anos de idade, que está apresentando superbrotação e um aspecto das folhas novas conforme a foto em anexo. Conforme análise de solo, tem-se deficiência de boro (0,4 mg/dm³) e também deficiência de zinco (0,4 mg/dm³). Pela foto e a característica de superbrotação, pode-se entender que seja deficiência destes dois elementos? Estará sendo aplicado 5g de ácido bórico por planta. É uma boa correção neste momento tendo em vista os níveis do solo? Quanto ao zinco, no solo realmente não é viável ser aplicado? Como corrigi-lo? Nós atendemos dizendo que os sintomas na folhagem, da foto, não mostram deficiência de B e Zn. O que se nota são folhas pouco desenvolvidas em função de pouca água no solo. Sobre as aplicações de boro e zinco de fato o boro vai bem via solo e o Zinco não funciona, pois não se aprofunda bem no solo, por isso é indicado só via foliar, isto em solos argilosos. Matiello




Como proceder no replantio de covas de café


Município:São Sebastião Paraiso Estado:MG Resposta: Senhor Cesar, diz que vai ter que fazer este ano uma replanta das mudas que morreram ou estão fracas,como no ano passado fiz tudo direito como sulcar colocar calcario esterco adubo fosfatado,como proceder este ano nas covas que vou replantar?o que colocar?posso fazer as covas e plantar depois de quantos dias? Nós atendemos dizendo que no re-plantio pode apenas abrir covetas e colocar um reforço com uma pequena dose do adubo fosfatado, umas 50 g pois já colocou as doses normais de tudo no plantio. Matiello




Boa noite queria saber se o map purificado e bom para cafe que está com carência de fósforo?


Município:Guapé Estado:MG Tenho uma lavoura q está com deficiência de fósforo queria aplicar o map purificado. Resposta: Senhor Carlos, nós atendemos dizendo que sim o MAP é boa fonte de fósforo, no entanto ele, como é mais caro, é usado em fertiirrigação. Para aplicação normal, de adubação em cobertura, pode usar o MAP comum mesmo, mais econômico. Matiello




Como manejar as adubações em cafe irrigado por gotejo?


Município:Formiga Estado:MG Resposta: Senhor Carlos, diz que gostaria de saber qual seria a proporção das adubações devo fazer via fertirrigação e adubação via solo convencional durante a safra? Faço tudo via fertirrigação ou posso fazer uma porcentagem via convencional? Nós atendemos dizendo que em caso de lavouras em formação, ainda jovens e onde o terreno é inclinado, a fertiirrigação atende bem. Em lavouras adultas, onde as raízes ficam espalhadas em maior área, especialmente em terrenos bem planos, onde a água se desloca pouco lateralmente o ideal seria fazer um parcelamento com adubo em cobertura, permitindo atingir melhor o sistema radicular dos cafeeiros. Matiello




Adubação da cova de plantio


Município:Alvorada do Oeste Estado:RO Resposta Senhor Geovani, diz que irá plantar 46.000 pés café clonal conilon em Rondônia. Gostaria de saber se posso misturar calcario no sulco plantio com cama frango ou palha cafe 90 dias antes plantio e no dia plantio aplicar na cova super simples 120 gramas por cova. Nós atendemos dizendo que o uso de palha ou esterco seria melhor colocadas em cobertura no pós-plantio do café. Então, no sulco, poderia usar umas 400 g de calcário e umas 400 g de superfosfato e, depois de plantar ir colocando o adubo orgânico em cobertura. Matiello




Dose de fósforo


Município:Monte Carmelo Estado:MG Resposta: Senhor Carlos, pergunta sobre o que deve aplicar e em que quantidade em uma lavoura de café que apresenta 1,3 mg/dm3 de Fósforo em Melich para resolver essa falta de Fósforo? Café adulto,região do cerrado mineiro. Nós atendemos dizendo que deve aplicar a dose total de fósforo necessária pra uma lavoura adulta, conforme sua produtividade prevista. Por exemplo, se a lavoura vai produzir 40 scs por há deve usar 40 x 0,6 = 24 kg de P2O5, isto se o aproveitamento fosse total, como parte do P é imobilizado então triplica-se a dose, podendo ser, então, uns 70 Kg de P2O5 por há. Uns 300-400 kg de super simples/ha daria. Matiello




Gostaria de saber sua opinião sobre adubação pulando rua!


Município:Monte Carmelo Estado:MG Resposta: Senhor Cassio, Diz que nas regiões mecanizadas é normal fazer as adubações pulando rua devido ganho operacional, sendo que a maior parte do fertilizante fica de um lado da rua. Qual sua opinião sobre esse manejo! Seria interessante alternar a rua de inicio entre as aplicações ou passar rua por rua? Nós atendemos dizendo que o melhor seria aplicar em todas as ruas, porem é possível saltar ruas, com cuidados de trocar as ruas entre as parcelas aplicadas e levantar a adubadeira pra também jogar parte do outro lado da linha de plantas. Matiello




Aplicação do Geox


Município:Carmo do Paranaíba Estado:MG Resposta: Senhor Tasso, pergunta qual a melhor época para fazer aplicação de 700 kg./ha. de Geox no solo usando uma minami? Antes de passar a plaina com o solo seco aproveitando para revirar a terra e incorpora-lo, ou esperar as chuvas e com o solo umido fazer a mesma aplicação? Nós atendemos dizendo que o melhor seria com solo úmido. Matiello




Qual a saturação ideal para calculo da calagem?


Município:Monte Carmelo Estado:MG Qual a implicação de utilizar a saturação de 70 a 80% no cálculo da calagem? Resposta: Senho Cassio, pergunta qual a saturação ideal para calculo da calagem? E qual a implicação de utilizar a saturação de 70 a 80% no cálculo da calagem? Nós atendemos dizendo que as pesquisas mostram que a saturação calculada, teoricamente, nunca é atingida. Quando ela for muito alta tem o risco de indisponibilizar micro-nutrientes do solo exigindo mais cuidados na sua suplementação. Nós indicamos corrigir lentamente e usar o nível de 60-70. Matiello




Organo-minerais


Município:Poço fundo Estado:MG Resposta: Sr Otavio, diz que muito se tem falado a respeito da efeciência e economia proporcionada pelos fertilizantes organomineral. Deste modo, queria perguntar se já estão disponíveis alguns resultados científicos sobre ele? E quanto ao número de parcelamentos 1 ou 2? Nós atendemos dizendo que, realmente, ainda faltam pesquisas para melhor definir doses e parcelamento dos organo-minerais. A principio parece que dois parcelamentos seriam melhores. Matiello




Gesso para corrigir cálcio


Município:Monte Carmelo Estado:MG Caso não possa qual outra fonte, meu café metade é irrigado e a outra metade sequeiro. Resposta: Senhor Carlos, pergunta se pode usar o gesso como fonte de cálcio em uma área onde não há necessidade de calagem e cujo cálcio está com um valor de 1,2,? E qual a quantidade de gesso por hectare? Caso não possa qual outra fonte, meu café metade é irrigado e a outra metade sequeiro. Nos atendemos dizendo que é estranho, pois sempre que o cálcio é baixo há necessidade de calagem. Em todo caso poderia sim usar gesso mas tomando cuidado com equilíbrio do magnésio, nesse caso usando um óxido ou sulfato de Mg para equilibrar. Como fonte de cálcio pode usar o superfosfato. No gotejo poderia, ainda, usar um cloreto de cálcio, mas veja antes os custos de cada alternativa. Matiello




Formula para equilíbrio


Município:Virginópolis Estado:MG Mo= 3.3 Ph=4.9 P=15.8 K=238 Ca=2.8 Mg=0.4 Al=0.80 H+A=l7.8 Sb=3.81 CTC=11.61 V=33 análise de solo. Resposta: Senho Magno, pergunta qual a melhor formula para deixar as bases do solo em equilíbrio. Mo= 3.3 Ph=4.9 P=15.8 K=238 Ca=2.8 Mg=0.4 Al=0.80 H+A=l7.8 Sb=3.81 CTC=11.61 V=33 análise de solo. Nós atendemos dizendo que deve aplicar calcário dolomitico e de preferencia calcinado, do tipo GEOX ou similar, pois sua saturação de bases está baixa e seu potássio está muito alto. Alem disso, pode deixar de adubar com K por enquanto. Pode usar umas 2-3 toneladas de calcário comum por há, ou 700-1000 kg de Geox. Matiello




Qual é melhor para suprir a necessidade do café, remédio via foliar ou via solo?


Município:Caratinga Estado:MG Resposta: Senhor Daniel, para os macronutrientes,m como nitrogênio, fósforo, potássio, cálcio magnésio e enxofre a aplicação via solo é melhor. Para micro-nutrientes como zinco, cobre e manganês a via foliar é a melhor. Matiello




Adubo ciclus NS no plantio do café pode intoxicar a planta?


Município:Silvianópolis Estado:MG Foi realizado plantio em janeiro deste ano com ciclus NS na cova e seguindo orientação do agrônomo local não foi realizado nenhuma adubação após o plantio, a lavoura está apresentando grande deficiência no desenvolvimento, pés pequenos e com folhas muito amarelada, alguns pés vieram a secar. Ouvi que pode ser por excesso de Ciclus que intoxicou a planta, mas que também pode ser deficiência de nutrientes. Realizando analise de folhas pode mostrar qual o problema? Resposta: Senhora Maria, Diz que realizou plantio em janeiro deste ano com ciclus NS na cova e seguindo orientação do agrônomo local não foi realizado nenhuma adubação após o plantio, a lavoura está apresentando grande deficiência no desenvolvimento, pés pequenos e com folhas muito amarelada, alguns pés vieram a secar. Ouvi que pode ser por excesso de Ciclus que intoxicou a planta, mas que também pode ser deficiência de nutrientes. Realizando analise de folhas pode mostrar qual o problema? Nós atendemos dizendo que sim, dependendo da dose o adubo pode até matar plantas, isto caso alguns tenham recebido doses muito altas. Pode, também, ser deficiência de nitrogênio e, neste caso, como diz, a análise foliar pode dizer o que está havendo. Matiello




Antecipação da 1 adubação


Município:Lajinha Estado:MG Resposta: Senhor Juscelino, diz ter visto algumas reportagens sobre a antecipação da primeira adubação para o mês de setembro antes da florada aonde os produtores tem demonstrado satisfação com o resultado obtido. Qual a opinião de vcs a esse respeito e sendo positivo quanto tempo depois seria feito a segunda e q tipo de adubo seria o mais indicado com nitrato ou com uréia protegida ou ambos. Nós atendemos dizendo que a antecipação da adubação não encontra suporte em trabalhos de pesquisa, portanto não deve ser adotada. Matiello




Adubação fosfatada


Município:Romaria Estado:MG Resposta: Senhor Carlos, pergunta se em um solo com baixo nível de fósforo é viável eu fazer a aplicação de Supersimples em cobertura uma vez que o fósforo aplicado dessa forma não alcançara as raízes do café? Diz que não teríamos um resultado melhor se aplicássemos um MAP purificado via foliar a 5% de concentração? O fósforo aplicado via solo em cobertura nunca alcançara as raízes de café...Nós atendemos dizendo que, de fato, o fóforo caminha pouco em profundidade e sua absorção foliar é boa. No caso do uso foliar o que se recomenda seria aplicações, 4-5 vezes de MAP de 1,5-2%, mais do que essa concentração as folhas não absorveriam, não precisando ser o MAP purificado, podendo ser o comum mesmo. No entanto, em lavouras adultas a resposta ao fóforo é pequena e se tiver, no solo,, mais de 10 ppm não precisa usar P, pois o sistema de associação com micorrizas e raízes do cafeeiro solubilizam o P total existente no solo. Matiello




Queda anormal de folhas


Município:Monte Carmelo Estado:MG Resposta: Senhor Fabrício, diz ter verificado no atual momento uma excessiva queda de folhas sem motivo aparente, queda essa que não dá pausa, ocorreu antes, após a colheita e continua sem dar tréguas, o que pode estar acontecendo? Há algo que possa ser feito para cessar essa queda? Se houver algo a ser feito; o que fazer? Quando fazer? que produtos trabalhar e dosagem dos mesmos. Nós atendemos dizendo que este ano o clima está muito atípico mesmo, com temperaturas cerca de 2 graus a mais e depois frio. Nós consideramos que a queda anormal esteja ligada a problemas climáticos, com maior stress dos cafeeiros, com maturação desigualada e, depois por diferencial de temperatura diurna/ noturna. Esse diferencial parece estar promovendo maior produção de etileno na folhagem. Existem trabalhos que mostram que essas temperaturas matam fungos epífitas, que vivem sobre as folhas e esta morte produz mais etileno. Matiello




Teor adequado de fósforo no solo


Município:Monte Carmelo Estado:MG Qual o teor adequado de fósforo total no solo para o cafeeiro? e quais os valores dos teores baixo, médio e alto; existe essa classificação? Resposta: Senhor Augusto, pergunta qual o teor adequado de fósforo total no solo para o cafeeiro? e quais os valores dos teores baixo, médio e alto; existe essa classificação. Nós atendemos dizendo que as análises de solo dão o teor disponível ou solúvel do fósforo, não o total, este sempre muito alto porem pouco disponível. Assim se considera um bom nível no solo quando tem acima de 20 ppm, nesse caso não precisa adubar com P. Matiello




Uso de K forte


Município:Virginópolis Estado:MG Vai gastar mais quilos do produto em relação ao cloreto de k, com consequente aumento do carreto e aplicação. Vale a troca pelo produto nacional k forte. Resposta: Senhor Magno, diz que sobre o uso do k forte em substituição do cloreto de k em café em produção se seria possível substituir todo o k já no primeiro ano de uso e se vai gastar mais quilos do produto em relação ao cloreto de k, com consequente aumento do carreto e aplicação. Vale a troca pelo produto nacional k forte. Nós atendemos dizendo que a principio precisaria sim aumentar para umas 3 toneladas do produto por há. Mesmo assim ainda precisamos mais estudos pra comprovar melhor o efeito do produto no curto prazo. Matiello




Adubação foliar inverno


Município:Cambuquira Estado:MG Prezados pesquisadores. Realizei o plantio da variedade ARARA em janeiro deste ano e notei que algumas plantas apresentam um certo depauparamento possivelmente quanto à deficiência de algum nutriente. Caso precise, eu posso realizar uma adubação foliar, mesmo no período de inverno? Ela faria efeito mesmo no período seco do ano? Obrigado Resposta: Senhor Leandro, diz ter realizado o plantio da variedade ARARA em janeiro deste ano e notou que algumas plantas apresentam um certo depauperamento, possivelmente quanto à deficiência de algum nutriente. Caso precise, eu posso realizar uma adubação foliar, mesmo no período de inverno? Ela faria efeito mesmo no período seco do ano? Nós atendemos dizendo que sim, porem é provável que as plantas estejam sentindo seca, ou seja, a deficiência é induzida por falta de água. Nerste caso pode sim fazer uma foliar, nesse caso incluindo o MAP a 1,5% e um fungicida à base de estrobilurina,. Esta para controle de cercosporiose, doença que derruba folhas, exatamente por efeito de deficiência de nitrogênio. Matiello




Cafeeiros 785-15 com brotação excessiva


Município:São Sebastião do Paraíso Estado:MG Agradeço a fundação por esse canal com o cafeicultor. Tenho um talhão de catucaí 785 amarelo na primeira safra e 10% das plantas estão com brotações nas axilas das folhas, onde deveriam aparecer as flores da próxima safra. Isso é deficiência ou excesso de algum nutriente? Muito obrigado. Resposta: Senhor Sergio, primeiramente não é preciso agradeçer a fundação por esse canal com o cafeicultor, pois esta é nossa função. Diz ter um talhão de catucaí 785 amarelo na primeira safra e 10% das plantas estão com brotações nas axilas das folhas, onde deveriam aparecer as flores da próxima safra. Isso é deficiência ou excesso de algum nutriente? Nós atendemos dizendo que até certo ponto, como diz, num percentual baixo, isto é normal, sem problemas de deficiências ou excesso nutricional. Veja que estes novos ramos, formando palmetas, vão ampliar, no futuro, a área produtiva da ramagem. Matiello.




Qual literatura é a mais recomendada para recomendação de adubação do cafeerio?


Município:Monte Carmelo Estado:MG As tabeladas da quinta aproximação estão defasadas?É necessário algum acréscimos nas doses com base da produtividade esperada?(quantos %) Resposta: Senhor Cassio, diz que as tabelas da quinta aproximação estão defasadas ?É necessário algum acréscimos nas doses com base da produtividade esperada?(quantos %). Nos atendemos dizendo que fazemos a indicação com base nas tabelas e fórmulas do Manual de Recomendações sobre a Cultura do Café no Brasil. Ultimamente temos visto que não é preciso aumentar doses, pelo contrario, parece que doses um pouco menores tem sido eficientes. Matiello




Uso de composto de dejetos de galinhas poedeiras no cafeeiro.


Município:Campanha Estado:MG Boa noite, gostaria de saber se posso descontar do meu calculo de adubação os teores garantidos no composto da mantiqueira. O composto é feito a partir de dejetos de gainhas poedeiras e em todo composto é informado um relatorio com os teores. Gostaria de saber se posso dimininuir a adubação de NPK já que o composto irá fornecer uma quantidade de NPK. O composto garante: 1,9% de N, 3,4%P2O5, 2,3% de K2O, 0,44% de Ca, 0,45% de S. Colocando 6 toneladas, o custo sairia em torno de 1550,00/ha, além disso irá fornecer 114kg de N, 204kg de P2O5, 138kg de K2O. Obrigado. Resposta: Senhor Marco, diz que gostaria de saber se pode descontar do seu calculo de adubação os teores garantidos no composto da mantiqueira. O composto é feito a partir de dejetos de galinhas poedeiras e em todo composto é informado um relatório com os teores. Gostaria de saber se posso dimininuir a adubação de NPK já que o composto irá fornecer uma quantidade de NPK. O composto garante: 1,9% de N, 3,4%P2O5, 2,3% de K2O, 0,44% de Ca, 0,45% de S. Colocando 6 toneladas, o custo sairia em torno de 1550,00/ha, além disso irá fornecer 114kg de N, 204kg de P2O5, 138kg de K2O. Nós atendemos dizendo que sim, pode descontar da adubação química a quantidade de nutrientes colocada através da adubação orgânica. Matiello




Quando devo fazer a correção de solo, em minha lavoura?


Município: Botelhos Estado: MG Antes ou após a colheita Resposta: Senhor Alex, pergunta quando deve fazer a correção de solo, em sua lavoura? Antes ou após a colheita. Nós atendemos dizendo que pode fazer em qualquer ´[época, porem se usa mais após à colheita, aproveitando o solo limpo pela arruação e depois da calagem pode esparramar o cisco sobre o calcário, assim fazendo uma pequena incorporação. Matiello




Organomineral


Município: Nepomuceno Estado: MG Em anos anteriores sempre adubamos nossas lavouras com os adubos convencionais (em três aplicações de 150 gramas de 30.00.10 “exemplo para contextualizar”). Este ano, adubei minhas lavouras pela primeira vez com o Organomineral da Multifertilizantes (nas dosagens de duas aplicações 230 gramas de 16.00.8 nos meses de outubro e dezembro), percebi um bom resultado no começo mais agora vejo a lavoura mais amarelada do que as que estão adubadas com adubos químicos. Como a lavoura está carregada, estou pensando em fazer mais uma adubação (química) antes mesmo da análise de folha ficar pronta, pois acredito que o tal organomineral aplicado já foi consumido ou perdido nesse intervalo de tempo. Qual a opinião de vocês? Temo prejudicar a lavoura e o rendimento de sacas por ha. Resposta: Senhor Bruno, pergunta se o organomineral industrializado tem a mesma eficiência que os adubos químicos ou é a mais nova jogada de marketing das empresas de insumos? Diz que em anos anteriores sempre adubamos as nossas lavouras com os adubos convencionais (em três aplicações de 150 gramas de 30.00.10 “exemplo para contextualizar”). Este ano, adubei minhas lavouras pela primeira vez com o Organomineral da Multifertilizantes (nas dosagens de duas aplicações 230 gramas de 16.00.8 nos meses de outubro e dezembro), percebi um bom resultado no começo mais agora vejo a lavoura mais amarelada do que as que estão adubadas com adubos químicos. Como a lavoura está carregada, estou pensando em fazer mais uma adubação (química) antes mesmo da análise de folha ficar pronta, pois acredito que o tal organomineral aplicado já foi consumido ou perdido nesse intervalo de tempo. Qual a opinião de vocês? Temo prejudicar a lavoura e o rendimento de sacas por ha. Nós atendemos dizendo que a adubação organomineral deve ter aplicações em doses de nutrientes e épocas de aplicação semelhantes aos adubos químicos convencionais, pois eles, os organominerais, são compostos de uma mistura, onde entram os químicos, com fontes de nutrientes parecidas com as convencionais fertilizantes químicos. Deste modo o parcelamento pode sim ser complementado, vez que está observando deficiências, provavelmente ou pela dosagem menor (cerca da metade) de NK ( 450 g X 30-00-10, contra 460g X16-00-8) ou pela lixiviação de N, devida à aplicação concentrada e mais cedo. Matiello




Sou extensionista rural e tenho um agricultor com café plantado em torno de 1 ano, café com deficiências, entre elas zinco e cobre, o que vocês indicariam de aplicação, qual produto e dosagem?


Município: Feliz Natal Estado: MT Resposta: Senhor Gerson, para as deficiências de micro-nutrientes pode fazer umas 2-3 aplicações, em pulverizações, usando o sulfato de zinco, o ácido bórico e o oxixloreto ou hidróxido de cobre, todos à razão de 0,5% na calda. Matiello








Quais os benefícios de pulverizar a lavoura de café com o silício? Ele pode ser usado na mistura com fungicida e micronutrientes?


Município: Andradas Estado: MG Resposta: Senhor João, não temos pesquisas suficientes que indicam os benefícios do silício em cafeeiros. Quando usado em pulverização parece que, pelo seu efeito físico, cobrindo a folha, ele pode ajudar no controle da ferrugem, desde que usado junto a um fungicida. Matiello




Gostaria de saber se o resultado de uma análise foliar pode ser influenciado por um estresse hídrico no momento da coleta das folhas.?


Município: Guaranésia Estado: MG Resposta: Senhor Tiago, diz que gostaria de saber se o resultado de uma análise foliar pode ser influenciado por um estresse hídrico no momento da coleta das folhas. Nós atendemos dizendo que sim. Sob stress os treOres foliares vão estar menores, pois a planta não vem absorvendo nutrientes, então os resultados não vão mostrar a realidade da nutrição da planta. Matiello




Com quantos mm de chuva começamos perder nitrato por lixiviação?


Município: Santa Margarida Estado: MG Resposta: Senhor Emerson, Não se tem resultado preciso quanto a uma chuva inicial pequena sobre a lixiviação. No entanto se tem um parâmetro geral de que cada 1mm de chuva o adubo se infiltre cerca de 1mm no solo. Assim, com 10 mm de chuva ele caminharia cerca de 1cm. Ocorre que as raízes do cafeeiro se situam em maior escala nos primeiros 50 cm de solo, então haveria problemas de lixiviação prejudiciais se chovesse 500 mm, isto continuado, pois o que desce na água volta a subir, por capiladirade, quando o solo vai secando superficialmente. Matiello




Deficiências e doenças nos cafeeiros.


Município: São Sebastião do Paraíso Estado: MG Tenho uma lavoura de arara com 2 anos que está bem vigorosa, exceto em uma área de 200m2 em volta de uma árvore que aqui chamamos de moreira, nessa área as mudas crescem menos, ficam amareladas, com sintomas de deficiência de fósforo, nitrogênio e potássio e pegando muita cercosporiose, dobrei a adubação e a pulverização nesse pedaço, as mudas melhoram por um tempo, mas logo voltam a condição inicial. Será que a árvore está causando esse problema ou pode ser alguma outra coisa? Essa área fica na parte mais alta da lavoura, divisa com um pasto e a terra é mais arenosa nesse ponto. Muito obrigado. Resposta: Senhor Sergio, diz ter uma lavoura de arara com 2 anos que está bem vigorosa, exceto em uma área de 200m2 em volta de uma árvore que aqui chamamos de moreira, nessa área as mudas crescem menos, ficam amareladas, com sintomas de deficiência de fósforo, nitrogênio e potássio e pegando muita cercosporiose, dobrei a adubação e a pulverização nesse pedaço, as mudas melhoram por um tempo, mas logo voltam a condição inicial. Será que a árvore está causando esse problema ou pode ser alguma outra coisa? Essa área fica na parte mais alta da lavoura, divisa com um pasto e a terra é mais arenosa nesse ponto. Nós atendemos dizendo que, com certeza, é a árvore, devido à sua sombra e, principalmente, à concorrência pelas suas raízes. Matiello




Estou pensando em usar o organomineral, o que pode me dizer sobre dosagens? Usa a mesma do mineral?


Município: Nova Resende Estado: MG Resaposta: Senhor Hilton, diz estar pensando em usar o organomineral, o que pode me dizer sobre dosagens? Usa a mesma do mineral? Nós atendemos dizendo que deve usar a mesma dose correspondente a mineral sim. Alem disso, seria prudente parcelar a aplicação, visto que ainda não se tem um resultado firme sobre a possibilidade de usar o organo mineral em uma só parcela. Matiello




Nutriente para o cafeeiro.


Município: Alto Jequitibá Estado: MG Resposta: Senhor Miqueias, pergunta qual o principal nutriente responsável pela produtividade ? Nós atendemos dizendo que depende da fase da cultura. No plantio e formação do cafeeiro o mais importante é o fósforo seguido do cálcio e do magnésio. Já, na lavoura adulta o mais importante é o nitrogênio, seguido do potássio. Matiello




Análise de solo.


Município: ALPINOPOLIS Estado: MG Resposta: Senhor André, diz que na análise de solo consta PH (CaCl2) - 4,3 e V% - 22, consigo fazer a correção somente com calcário dolomítico (2,5 t/ha)? Ou seria necessária uma correção com efeito mais rápido? Nós atendemos dizendo que a correção com calcário dolomitico ocorre a médio prazo. Caso seja uma lavoura adulta pode aplicar uma dose do calcário comum e mais uma dose, de uns 600 kg por há de cal dolomitica. Matiello




Análise de solo.


Município: Ervália Estado: MG Resposta: Senhor Paulo, diz que está com os resultados da analise de solo e gostaria, por gentileza, que me ajudassem a interpreta-la? Nós atendemos dizendo que vimos as análises das 2 áreas. No geral, em ambas o fóforo e o potássio estão de médios a altos e o boro bem baixo. Na área esqueletada o cálcio e o magnésio, e, ainda o pH estão baixos , necessitando de boa dose de calcário ou outro corretivo. A área Alta precisa de uma dose baixa de calcário. Matiello




Correção com calcário.


Município: Franca Estado: SP Respostas: Senhor Felipe, diz que fez correcao com calcario de acordo com resultados de analise de solo,como a saturacao estava baixa, ph baixo,e esse ano,refazendo analise,ph continua o mesmo,e a saturação de bases diminuiu,aplico novamente altas doses de calcario? Nós atendemos dizendo que como o calcário em cobertura demora a corrigir, é lógico que a análise ainda não mostre resultados, portanto não deve fazer nova aplicação. Caso precise de correção a curto prazo use um calcário calcinado ou uma cal dolomitica. Matiello




Boro no solo.


Município: Alpinopolis Estado: MG Posso usar BR solo Boro para correção de boro que está a 0,30 ou seria melhor utilizar acido borico ou ainda Nitrabor e qual seria a quantidade correta do produto a ser utilizado visto que estou adubando com 30-00-10 Resposta: Senhor Clerston, pergunta se pode usar BR solo Boro para correção de boro que está a 0,30 ou seria melhor utilizar acido borico ou ainda Nitrabor e qual seria a quantidade correta do produto a ser utilizado visto que estou adubando com 30-00-10. Nós atendemos dizendo que diversas fontes de boro podem ser usadas. No caso do BR solo ele deve ser formulado como Ulexita, mais lentamente solúvel. No Nitrabor a concentração de boro é pequena. Deste modo veja a questão de custo, considerando que o ácido bórico possui 17% de boro e que se pode usar , dele, 10-20 kg por há. No caso de cafeeiros jovens pode usar a dose menor. Matiello




Adubação com fósforo.


Município: Alegre Estado: ES Boa tarde! Observei que alguns produtores da minha região já realizaram adubação com fosforo (Super Simples) agora em outubro pois foram orientados por um agronomo que o fosforo melhora o desenvolvimento das raízes e melhora a fotossintese da planta. Pergunto se procede a informação e se realmente é interessante fazer uma primeira adubação utilizando 100% da necessidade de fosforo e depois mais duas ou tres com NK. Qual a orientação da procafé em relação a isto? Resposta: Senhor Everson, diz que observou i que alguns produtores da sua região já realizaram adubação com fosforo (Super Simples) agora em outubro pois foram orientados por um agronomo que o fosforo melhora o desenvolvimento das raízes e melhora a fotossintese da planta! Pergunta se procede a informação e se realmente é interessante fazer uma primeira adubação utilizando 100% da necessidade de fosforo e depois mais duas ou tres com NK. Qual a orientação da procafé em relação a isto? Nós atendemos dizendo que o fósforo é o nutriente que menos responde na produtividade pois existe uma quantidade alta de fósforo insolúvel no solo, o qual, por efeito de lenta disponibilização( por ácidos do solo e raízes e ação de micorrizas), vai ficando solúvel para os cafeeiros. Além disso demora um pouco pra descer no solo. Portanto, caso se quisesse um efeito rápido como disseram deveria ser aplicado via foliar. Portanto, a orientação que observou não procede. Matiello




Sugestões para adubação na cova em plantio.


Município: Lavras Estado: MG Os resultados da análise foram os seguintes: V% 16,1; T 7,13; Ca 0,62 cmolc/dm3; Mg 0,34 cmolc/dm3 e Boro 0,2mg/dm3. Na análise de 20 a 40 cm: Saturaçao aluminio 36% e Ca 0,33 cmolc/dm3. A área é de pasto degradado. Através dos calculos, estou querendo aplicar 4ton de calcário em área total. Após isso, fazer os sulcos e neles aplicar: 360g/metro de sulco de calcário; 200g/metro de sulco de gesso; 80g/metro de sulco de P2O5 e 12kg/metro de sulco de esterco de gado. Gostaria de saber se essas quantidades estão corretas? No caso da aplicação do gesso e calcário, posso aplicar o calcário e logo após o gesso no sulco e em seguida o p2o5 e o esterco? Gostaria de saber também, se é melhor aplicar o esterco de gado e misturar na cova ou fazer a aplicação pós plantio? Posso aplicar o Boro na cova também? Qual quantidade e fonte recomenda? Obrigado. Resposta: SenhorMauricio , diz que os resultados da análise de seu solo foram os seguintes: V% 16,1; T 7,13; Ca 0,62 cmolc/dm3; Mg 0,34 cmolc/dm3 e Boro 0,2mg/dm3. Na análise de 20 a 40 cm: Saturaçao aluminio 36% e Ca 0,33 cmolc/dm3. A área é de pasto degradado. Através dos calculos, estou querendo aplicar 4ton de calcário em área total. Após isso, fazer os sulcos e neles aplicar: 360g/metro de sulco de calcário; 200g/metro de sulco de gesso; 80g/metro de sulco de P2O5 e 12kg/metro de sulco de esterco de gado. Gostaria de saber se essas quantidades estão corretas? No caso da aplicação do gesso e calcário, posso aplicar o calcário e logo após o gesso no sulco e em seguida o p2o5 e o esterco? Gostaria de saber também, se é melhor aplicar o esterco de gado e misturar na cova ou fazer a aplicação pós plantio? Posso aplicar o Boro na cova também? Qual quantidade e fonte recomenda? Nós atendemos dizendo que está próximo do ideal conforme planeja usar. Só deveria deixar de usar o gesso, pois o mesmo poderia ser usado, futuramente, em cobertura. No caso poderia usar a fonte superfosfato simples que já leva mais cálcio e magnésio, na dose citada, correspondente a 400 g de super por metro de sulco. Igualmente, na mesma dose poderia usar um calcário dolomitico no sulco. Quanto ao esterco, poderia usar o mesmo em cobertura, no pós-plantio, com melhor efeito do que dentro do sulco. Matiello




Correção de solo.


Município: Araxá Estado: MG O que ocorre, é que ao fazer o cálculo, considero o PRNT de 80% e a incorporação na camada de 10 cm, visto que o calcário não desce no perfil do solo. Contudo, não consigo elevar o pH para 6,0-6,5. O meu receio é aplicar uma dose alta, como se fosse para corrigir a acidez na camada de 20 cm, e com isso, elevar muito o pH nas camadas superficiais. Poderia me orientar neste sentido? O solo é de textura média, com 22% de argila. Antecipadamente agradeço. Ricardo B. Pereira Resposta: Senhro Ricardo, diz ter lavouras de Catuai de 8 a 10 anos de idade, e tem feito a correção do solo com calcário dolomítico, mas de ano pra ano o pH nunca chega aos patamares de 6,0. Devo considerar no calculo a correção para a profundidade de 20 cm? O que ocorre, é que ao fazer o cálculo, considero o PRNT de 80% e a incorporação na camada de 10 cm, visto que o calcário não desce no perfil do solo. Contudo, não consigo elevar o pH para 6,0-6,5. O meu receio é aplicar uma dose alta, como se fosse para corrigir a acidez na camada de 20 cm, e com isso, elevar muito o pH nas camadas superficiais. Poderia me orientar neste sentido? O solo é de textura média, com 22% de argila. Nós atendemos que a regra é corrigir a camada de 0-20 cm, pois os padrões de comparação que se tem são para essa camada. De fato o pH não se altera rapidamente , pois o calcário se solubiliza lentamente. Alem disso o solo é anualmente acidificado pelos adubos aplicados. Desta forma deve se preocupar com a saturação de bases, pra atingir cerca de 60-70% e esquecer o pH. Lógico que o solo mais saturado de bases també,m vai ter um pH mais alto. Pra corrigir no curto prazo s´´o utilizando um calcário calcinado ou cal dolomitica. Tem razão em não colocar doses muito elevadas de calcário, pois poderia influir no aproveitamento de micro-nutrientes. matiello




Gostaria de saber qual a quantidade recomendada para esterco de gado em lavoura de 1ª carga com potencial de 45 sacas/ha na primeira safra.?


Município: Nepomuceno Estado: MG Gostaria de saber qual a quantidade recomendada para esterco de gado em lavoura de 1ª carga com potencial de 45 sacas/ha na primeira safra. Já irei usar o químico 30-00-20 na dose 1,3ton/ha. A M.O. está em 4,6dag/kg, mas também quero jogar o esterco. Obrigado Resposta: Senhor Marcelo, diz que gostaria de saber qual a quantidade recomendada para esterco de gado em lavoura de 1ª carga com potencial de 45 sacas/ha na primeira safra. Já irei usar o químico 30-00-20 na dose 1,3ton/ha. A M.O. está em 4,6dag/kg, mas também quero jogar o esterco. Nós atendemos dizendo que pode sim usar o esterco, nesse caso para servir de nutrientes de lenta liberação e melhorar biologicamente o solo, já que sua adubação química já seria suficiente para suprir a necessidade da produção. Nesse caso pode usar um suplemento orgânico, podendo ser de 5-7 toneladas por há. Matiello




Quantidade de adubo por planta.


Município: Lajinha Estado: MG Bom dia minha dúvida é a seguinte. Se a lavoura vier com uma carga alta e a necessidade é de 400 kg de N por hectare se não fiz a conta errada seria então 100 gramas de N por planta a ser dividida em 3 parcelas,já no caso do potássio se são 300 KG por hectare,seria 75 gramas por planta a ser também dividida em 3 parcelas.Porém a recomendação que nos é passado vem sendo entre 160 a 180 gramas por planta por parcela totalizando entre 480 a 540 gramas.Esclarecendo mais essa dúvida quantos gramas de adubo serão necessárias por planta em cada parcela tendo em vista um ano com uma produtividade entre 40 a 60 sacas por hectare independentemente da fórmula a ser utilizada. Resposta: Senhor Juscelino diz que suaa dúvida é a seguinte. Se a lavoura vier com uma carga alta e a necessidade é de 400 kg de N por hectare se não fiz a conta errada seria então 100 gramas de N por planta a ser dividida em 3 parcelas, Já no caso do potássio se são 300 KG por hectare,seria 75 gramas por planta a ser também dividida em 3 parcelas. Porém a recomendação que nos é passada vem sendo entre 160 a 180 gramas por planta por parcela totalizando entre 480 a 540 gramas. Esclarecendo mais essa dúvida quantos gramas de adubo serão necessárias por planta em cada parcela tendo em vista um ano com uma produtividade entre 40 a 60 sacas por hectare independentemente da fórmula a ser utilizada. Nós atendemos dizendo que a quantidade por planta depende do espaçamento da lavoura A recomendação por hectare deve , conforme o espaçamento, ser transformada por planta. Se a lavoura possuir 5000 plantas por hectare e se indicaria 450 kg de N por há seria 90 Kg de N por planta no ano ou 30 g do nutriente por parcela. Se fosse uma fórmula 25-00-25 seria 120 g por planta, por parcela. Matiello




Boro no solo.


Município: ALPINOPOLIS Estado: MG Estou fazendo aplicação de Dacafé Cerrado da Stoller via foliar, contem certa quantidade de Boro. A quantidade de Boro presente nesse produto seria suficiente para sanar a deficiência desse elemento, ou posso complementar com o ácido bórico? Resposta: Senhor Cleriston Diz que de acordo com a análise de solo em anexo a quantidade de Boro está abaixo do necessário, visto que a lavoura vai completar dois anos, gostaria de saber se posso utilizar ácido bórico com aplicação via solo e qual a quantidade ideal. Está fazendo aplicação de Dacafé Cerrado da Stoller via foliar, contem certa quantidade de Boro. A quantidade de Boro presente nesse produto seria suficiente para sanar a deficiência desse elemento, ou posso complementar com o ácido bórico. Nós atendemos dizendo que a melhor via de aplicação do boro é via solo. Pode usar uns 15 kg de ácido bórico por hectare. A via foliar é apenas paliativa. Matiello




Faço o manejo da branquiária em minhas lavouras, e uso roçadeira ecologica nao faço varrição então, tem muito material orgânico de baixo das plantas. Gostaria de saber se esta grande quantidade atrapalha o adubo a chegar ao solo?


Município: Lavras Estado: MG Com esta grande quantidade de material orgânico ainda não decomposto, será que o adubo desce bem para o solo?como gostaria de continuar com este manejo,o que pode ser feito para melhorar a absorção dos adubos? Principalmente em relação ao nitrogênio uso a fonte de nitrato, seria necessário aumentar a dosagem para suprir alguma suposta perda? Outra dúvida, para a aplicação do verdadero aplico com trator e barra 400 litros por hectare, tenho receo que este não esteja chegando solo devido a grande camada de material orgânico, se o jato do produto não chegor ao solo (raízes) acredito que não vai ter efeito. O que me dizem? Desde já muito obrigada! Resposta: Senhor Maria, diz fazer manejo da branquiária em suas lavouras, e usa roçadeira ecologica nao faz varrição então, tem muito material orgânico de baixo das plantas. Gostaria de saber se esta grande quantidade atrapalha o adubo a chegar ao solo. Será que o adubo desce bem para o solo?como gostaria de continuar com este manejo,o que pode ser feito para melhorar a absorção dos adubos? Principalmente em relação ao nitrogênio uso a fonte de nitrato, seria necessário aumentar a dosagem para suprir alguma suposta perda? Outra dúvida, para a aplicação do verdadero aplico com trator e barra 400 litros por hectare, tenho receo que este não esteja chegando solo devido a grande camada de material orgânico, se o jato do produto não chegor ao solo (raízes) acredito que não vai ter efeito. O que me dizem? Nós atendemos dizendo que para a fonte nitrato de amônia não vemos problema. Como é muito solúvel e não ocorre volatilização, as chuvas logo levarão o adubo ao solo. Sobre o verdadeiro este sim teria um pouco de problemas. Nesse caso a solução seria usar um maior volume de água no esguicho, de forma a poder infiltrar através da camada de matéria orgânica. Matiello




Esqueletamento adubação via solo e via foliar.


Município: Lajinha Estado: MG Gostaria de saber qual a melhor fórmula e a mais barata para fazer a adubação d uma lavoura com 60 dias de escaletada com a chegada do período chuvoso e quantas gramas por planta e com relação a pulverização da mesma qual a fórmula vcs também indicariam e a partir de quando e quantas vezes tanto da adubação via solo quanto a foliar. Resposta: Senhor Juscelino, diz que gostaria de saber qual a melhor fórmula e a mais barata para fazer a adubação d uma lavoura com 60 dias de esqueletada com a chegada do período chuvoso e quantas gramas por planta e com relação a pulverização da mesma qual a fórmula vcs também indicariam e a partir de quando e quantas vezes tanto da adubação via solo quanto a foliar. Nós atendemos dizendo que a adubação de uma lavoura esqueletada de primeiro ano deve ser de cerca da metade da lavoura normal em produção. Deste modo se vem adubando com 400 kg de N por há no ano da poda pode usar 200 Kg. Quanto ao produto de solo pode usar a dose cheia e o foliar igual, pois este vai levar micro-nutrientes como zinco, boro e cobre. matiello




Com os altos custos dos insumos, e o baixo preço da saca de café, acredito no uso da calda viçosa em substituição das formulações comerciais de micronutrientes . Teria o mesmo resultado com relação ao cobre?


Município: Virginópolis Estado: MG Resposta: Senhor Magno Diz que com os altos custos dos insumos, e o baixo preço da saca de café, acredita no uso da calda viçosa em substituição das formulações comerciais de micronutrientes. Pergunta se teria o mesmo resultado com relação ao cobre. Nós atendemos q eu sim uma mistura de sais por exemplo sulfato de zinco, ácido bórico e um fungicida cúprico, de fato fica mais barato em relação ao uso de um foliar pronto, pois este coloca sua margem de lucro. Ela teria a mesma eficiência do cobre fungicida desde que use um produto de lenta liberação do cobre como um oxicloreto ou hidróxido de cobre na mistura. Aso use o sulfato de cobre tem que fazer a combinação com cal. Matiello




Existe alguma dose máxima para aplicação de FTE?


Município: São Gabriel da Palha Estado: ES Certa vez, me contaram que aplicar dosagem excessiva de FTE queima as raízes da planta. Gostaria de saber se isso é verdade. Caso seja, qual é a máxima dosagem que eu posso aplicar em uma lavoura nova (até 2 anos) e do 3º ano em diante, quanto eu posso aplicar? OBS: Estou seguindo a análise se solo e quero aplicar FTE para manutenção da disponibilidade de micronutrientes. Grato. Resposta: Senhor Arthur, diz que certa vez, me contaram que aplicar dosagem excessiva de FTE queima as raízes da planta. Gostaria de saber se isso é verdade. Caso seja, qual é a máxima dosagem que eu posso aplicar em uma lavoura nova (até 2 anos) e do 3º ano em diante, quanto eu posso aplicar? OBS: Estou seguindo a análise se solo e quero aplicar FTE para manutenção da disponibilidade de micronutrientes. Nós atendemos dizendo que se o adubo que aplicar for bem distribuído, não vai queimar raízes, pois o efeito salino vai se difundir por uma maior área de solo. Sobre este produto FTE veja que é um adubo normalmente pouco solúvel, então vai atuar lentamente, sendo mais indicado na cova de plantio, não em cobertura, mesmo por que o zinco, manganês e outros metais nele contidos pouco caminham em profundidade, assim não vão atingir as raízes quando colocados em cobertura no solo. Matiello




Quanto de sulfato de magnésio, posso colocar por cova?


Município: Afonso Cláudio Estado: ES está lavoura, produziu 60sc por hectare, em 2018, e a estimativa é que esta ano produza, 80sc em 2019, notei que o k está muito alto, ano passado das três adubações utilizei uma com sulfato de amônia, e outras duas, com 20/00/10 gostaria de saber se este ano posso utilizar duas adubações apenas com nitrogênio? Algumas plantas isoladamente estão apresentando deficiência, e um agrônomo na minha cidade examinou, e falou que é deficiência de magnésio, análise em anexo. Resposta: Senhor Ramon, diz que sua lavoura produziu 60sc por hectare, em 2018, e a estimativa é que esta ano produza, 80sc em 2019. Diz que notou i que o k está muito alto, ano passado das três adubações utilizei uma com sulfato de amônia, e outras duas, com 20/00/10 gostaria de saber se este ano posso utilizar duas adubações apenas com nitrogênio? Algumas plantas isoladamente estão apresentando deficiência, e um agrônomo na minha cidade examinou, e falou que é deficiência de magnésio, análise em anexo. Nós atendemos dizendo que, de fato, o potássio está muito alto , pois pelos resultados que encaminhou ele corresponde a 8% da CTC. Já o Mg só corresponde a 7% quando deveria estar superior a 15%. Neste caso deve colocar o correspondente a uns 100 Kg de MgO por há, na forma de sulfato de magnésio (500 kg/há( ou de óxido de Mg(94%) nesse caso uns 120 kg por há. Deve reduzir o potássio para cerca de 1/3 da dose de nitrogênio que for usar, podendo, até, eliminar todo o K da adubação neste ano. Matiello




Adubação de plantio com perfurador de solo.


Município: Jesuânia Estado: MG Boa tarde pesquisadores da PROCAFÉ. Este ano vamos realizar o plantio da variedade Arara. Para o preparo do terreno iremos realizar uma aração em conjunto com a aplicação de calcário recomendado pela análise de solo. Para o plantio iremos fazer covas utilizando perfurador de solo. Gostaria de saber qual a quantidade de P2O5 jogar por cova feita com perfurador de solo? Devo jogar também um adicional de calcário na cova? Obrigado Resposta: Senhor Leandro. Diz que este ano vai realizar o plantio da variedade Arara. Para o preparo do terreno iremos realizar uma aração em conjunto com a aplicação de calcário recomendado pela análise de solo. Para o plantio iremos fazer covas utilizando perfurador de solo. Gostaria de saber qual a quantidade de P2O5 jogar por cova feita com perfurador de solo? Devo jogar também um adicional de calcário na cova? Nós atendemos dizendo que como sua área é mecanizável, melhor seria sulcar para o plantio e não usar perfuratriz, seja ela acionada pelo trator seja furadeira motorizada de operação manual. A quantidade de fóforo a ser jogada cada metro de sulco varia com a análise de solo, mas, no geral, se usa cerca de 400 g por metro de sulco. Deve-se sim, colocar mais 300-400 g de calcário por metro de sulco. Matiello




Gostaria de saber sobre adubação com adubo 20-05-20?


Município: São José do Rio Preto Estado: SP Resposta: Senhor José, o adubo formulado 20-05-20 é muito usado em lavouras de café pois possui proporções ajustadas de NPK. No entanto o uso dessa fpórmula ou outra deve considerar os dados de análise do solo e, ainda, quanto à dose, deve verificar a expectativa de safra da lavoura. Matiello




O adubo Amiorgan da Ajinomoto é uma boa opção como fonte de nitrogênio, há algum ensaio desse adubo em café?


Município: Inconfidentes Estado: MG Resposta: Senhor Carlos, o Amiorgan tem cerca de 17% de nitrogênio e mais enxofre e potássio. Com certeza vai funcionar como adubo nitrogenado, no entanto, deve verificar, na sua condição ai, se o preço dele é compatível com outras alternativas químicas. Matiello




Qual a recomendação de se fazer fertirrigação em mudas de café no viveiro?


Município: Araxá Estado: MG Gostaria de saber as fontes e quantidades dos adubos para fazer fertirrigação no viveiro, que neste caso vou injetar na água de irrigação pelo tubo venturi.Queria usar o MAP e Nitrato de potássio. Resposta: Senhor Fabiano, diz que gostaria de saber as fontes e quantidades dos adubos para fazer fertirrigação no viveiro, que neste caso vou injetar na água de irrigação pelo tubo venturi. Queria usar o MAP e Nitrato de potássio. Nós atendemos dizendo que a adubação em mudas é variável, conforme o substrato usado e de acordo com as deficiências que forem observadas nas mudas. No geral, caso o substrato seja bom, quase não é preciso complementar via água de irrigação. Como sugere o Map é opção, mas, normalmente , se coloca o fósforo no substrato. Pode-se adubar com uma fórmula 20-05-20, á razão de 20-30 g cada 100 mudas. Para aplicar na irrigação deve calcular qual a quantidade de água que vai usar, adotar uma perda entre canteiros, e, aí , ajustar a concentração do adubo na água no volume que vai usar e na área do viveiro a atender. Matiello




Adubação de N e K em lavoura de 20 meses que tem uma estimativa de 45 a 50scs/ha no próximo ano.


Município: Três Pontas Estado: MG Através do livro de adubação, conclui que devo utilizar 200kg de K2O, pois o K está em 85mg/dm3 e o livro recomenda 2/3 da dose de 300kgs recomendada para 50scs. Em relação ao N, o livro recomenda 310kg, tirei 15% por ser região de 1100m de altitude, mais fria. Dessa forma cheguei ao valor de 260kgs de N. Gostaria de saber, se por ser uma lavoura nova, essa adubação está superestimada. Principalmente em relação ao N, por se tratar de uma lavoura de porte baixo. Resposta: Senhor Fabiano, diz que através do livro de adubação, conclui que devo utilizar 200kg de K2O, pois o K está em 85mg/dm3 e o livro recomenda 2/3 da dose de 300kgs recomendada para 50scs. Em relação ao N, o livro recomenda 310kg, tirei 15% por ser região de 1100m de altitude, mais fria. Dessa forma cheguei ao valor de 260kgs de N. Gostaria de saber, se por ser uma lavoura nova, essa adubação está superestimada. Principalmente em relação ao N, por se tratar de uma lavoura de porte baixo. Nós atendemos dizendo que para uma produtividade esperada de 40-50 scs por há pode usar mais adubo do que diz. Poderia ser uns 400 Kg de N e uns 300 Kg de K2O Matiello




Gostaria de saber qual é a melhor opção para adução/correção, de acordo com esta análise de solo.


Município: Dores do Rio Preto Estado: ES Resposta: Correção não é preciso, pois o pH e o V% estão adequados. O que está estranho é o nível de fósforo baixíssimo, parecendo ser erro do laboratório. Como os teores de potássio estão de médio a altos, pode usar uma fórmula mais rica em N e mais pobre em K, podendo ser uma 20-05-15 ou 27-00-10, ou similares. Adubar com quantidades conforme a produção esperada, usando cerca de 300-500 kg dessa fórmula por há a cada 10 sacas de café a serem colhidas. Matiello




Para a implantação do Arara, fertirrigado, altitude de 750m, solo arenoso, região da alta mogiana, qual a adubação na cova para buscar alta produtividade?


Município: Orlândia Estado: SP Resposta: Senhor Renato, indaga que para a implantação do Arara, fertirrigado, altitude de 750m, solo arenoso, região da alta mogiana, qual a adubação na cova para buscar alta produtividade? Nós atendemos dizendo que vai depender da análise de solo, mas, no geral, pode usar 400 g de calcário e 400 g de superfosfato por metro de sulco. Matiello




Fontes e doses de fósforo para plantio de café.


Município: Araxá Estado: MG Resposta: Senhor Rogerio, diz ter um solo argiloso e normalmente uso 200 g de MAP/metro de sulco, neste caso gostaria de saber quanto de Top phos master poderia usar, pois dizem o fósforo deste fertilizante chega a uma eficiência comparado a fonte de MAP e SS. Nós atendemos dizendo que todas fontes de fósforo são boas desde que comparados com a mesma quantidade aplicada de P2O5. Colocar dose mais baixa nem sempre dá certo. Veja, então, qual o custo da dose de P2O5 aplicada e não do adubo em si. Matiello




Calagem e adubo.


Município: Cristina Estado: MG Resposta: Senhor Renato, diz ter assumido uma lavoura de cafe na região de cristina,final de 2015, meio que abandonada na questão de manejo de forma geral. altitude 1.200 metros, 9.000 pês de catuai em 02.00.00 hac, de 15 para 16 houve um esqueletamento tardio.Em relação ao resultado analise solo. Há necessidade de calagem? Se sim quanto? Se não for necessário esqueletamento, (a rama esta bonita) , quanto de organo mineral devo utilizar? Se tiver que esqueltar necessariamente tem que ser ureia? Se sim, quantidade a ser utilizada? Ou organo mineral, quantidade? Nós atendemos dizendo que praticamente não precisa de calagem pois sua saturação de bases já está em cerca de 50%. Sobre os adubos podem ser, preferencialmente os químicos. O organo mineral vai depender da composição. Estas doses devem ser adotadas conforme a produtividade esperada o que não conhecemos. Para cada 10 sacas por há esperadas pode usar cerca de 70 kg de N, 7 Kg de P2O5 e 60 Kg de K20 isto por hectare. Estime sua produtividade e use estes índices nutricionais, depois faça transformação de acordo com a formulação que for usar. Matiello




MAP a 1,5% pulverizando em cafés de 2-3 anos com deficiência de P, o Nitrogênio do MAP não irá queimar as folhas?


Município: Muniz Freire Estado: ES Resposta: Senhor Rodrigo, o que poderia queimar a folhagem é a concentração de sais, no caso a 1,5% não acontece, pois é uma concentração baixa. No entanto aplicação de MAP na pré-florada pouco traz de beneficio. Matiello




Qual o mês correto para fazer a primeira adubação?


Município: Cachoeira de Minas Estado: MG Resposta: Senhor Wilson, o mês normal pra inicio da adubação é outubro, dependente da retomada de chuvas e da floração. Pode iniciar uns 20 dias pós-florada. Matiello




Adubação Organo Mineral.


Município: itajuba Estado: MG Resposta: Senhore Renato, diz que assumiu uma lavoura de cafe na região de cristina,final de 2015, meio que abandonada na questão de manejo de forma geral. altitude 1.200 metros, 9.000 pês de catuai em 02.00.00 hac, de 15 para 16 houve um esqueletamento tardio De acordo com a analise de solo; * Se possivel pretendo usar organo mineral. * Há algum elemento químico a ser tratado em separado? qual? Qtd? * Calagem é necessário? Qtd? * A coleta é tardia ainda la por setembro, a ramagem ta bonita, qual a qtde de organo mineral recomendaria? ano passado foi usado 400 gr. pes de organo mineral. * Se for necessário o esqueletamento esse anos o que recomendariam de adubação e qual qtd? * A necessidade de Calagem? Sem sim qtd? Att. Renato H. Fernandes.




Adubo de lenta liberação.


Município: Lajinha Estado: MG Resposta: Senhor Juscelino, diz que gostaria de saber sobre a utilização do adubo de uma aplicação só da agroblen se realmente justifica sua utilização é a quantidade a ser aplicada por planta. Tem alguns produtores em minha região q utilizaram nessa safra pela primeira vez e disseram q irão repetir pois viram um resultado excelente. Nós atendemos dizendo que o adubo de lenta liberação pode sim ser usado em uma única parcela. No entanto, existem riscos, se a área for muito inclinada, dele ser levado por enxurradas. Outra coisa que tem de ser analisada é a questão do seu maior custo. Matiello




Adubação de formação em Conilon adensado.


Município: São Domingos do Norte Estado: ES Vou realizar um plantio de Conilon, no espaçamento de 3,5 x 0,5m, com irrigação por gotejamento, com gotejos de 50 em 50cm. Considerando um maior volume de plantas por hectare neste espaçamento, quando aplicamos uma mesma dosagem por planta de qualquer fertilizante, o volume de nutriente/ha se torna maior. Ex.: 10g de ureia (45-00-00) por planta em uma lavoura 3x1m, espaçamento muito comum no conilon, terei em torno de 15kg/ha de N. Ja no espaçamento que irei plantar, as mesmas 10g/planta de Ureia, terei quase 26kg/ha de N. Desta forma, minha pergunta é: Devo manter as dosagens medias por planta e obter um volume maior por hectare de cada nutriente dentro de um ciclo, ou diminuir as dosagens por planta, respeitando um volume padrão de nutrientes/hectare/ano? Grato. Resposta: Senhor Everton, diz que vaiu realizar um plantio de Conilon, no espaçamento de 3,5 x 0,5m, com irrigação por gotejamento, com gotejos de 50 em 50cm. Considerando um maior volume de plantas por hectare neste espaçamento, quando aplicamos uma mesma dosagem por planta de qualquer fertilizante, o volume de nutriente/ha se torna maior. Ex.: 10g de ureia (45-00-00) por planta em uma lavoura 3x1m, espaçamento muito comum no conilon, terei em torno de 15kg/ha de N. Ja no espaçamento que irei plantar, as mesmas 10g/planta de Ureia, terei quase 26kg/ha de N. Desta forma, minha pergunta é: Devo manter as dosagens medias por planta e obter um volume maior por hectare de cada nutriente dentro de um ciclo, ou diminuir as dosagens por planta, respeitando um volume padrão de nutrientes/hectare/ano? Nós atendemos dizendo que deve manter a dosagem por planta apenas no primeiro ano, pois as plantas atuam, ainda, individualmente. A partir do segundo ano a dose deve ser adotada por há e por metro de linha, não mais por planta. Matiello




Como transformar a quantidade dos nutrientes por hectare em kg/ha das formulações NPK comerciais?


Município: Santo Antônio do Jardim Estado: SP Resposta: Senhor Fernando, diz que de modo geral, bem resumido, pesquisei que para uma lavoura que irá ter uma boa produção(acima de 50 sacas por hectare)recomenda-se por hectare 450kg de N, 80kg de P2O5 e 450kg de K2O. Como transformar essas quantidades em kg/ha/ano da tradicional formulação 20-05-20 por exemplo? Nós atendemos dizendo que é simples pois 20-05-20 significa que na fórmula existem 20% de N e K2) e 5% de P2O5. Então basta dizer que tendo 20 Kg cada 100 kg do adubo para ter 450 kg é preciso basta dividir 450 por 20 e multiplicar por 100 então chega-se que são necessários 2250 kg da fórmula por hectare. Matiello




Silicato com Geox juntos.


Município: Monte Carmelo Estado: MG Resposta: Senhor Gustavo, Pergunta se pode utilizar o Silicato de cálcio e magnésio para correção de pH e fornecimento de cálcio e magnésio ao solo a longo prazo mais o Geox para fornecer o cálcio e magnésio a curto prazo?Nós atendemos dizendo que poder pode pois o sislicato assim entendido de baixa solubilidade, poderia ser uma escória de alto forno, deste modo substituiria o calcário comum, carbonato de Ca e Mg. No entanto sabe-se que quando se corrige o solo, a curto prazo, com óxidos e hidróxidos, com o Geox, fica sempre mais difícil solubilizar os silicatos e calcários comunas, pois este se solubilizam com os próprios ácidos do solo. Matiello




Adubação no café novo.


Município: Cachoeira de Minas Estado: MG Para fazer uma adubação foliar. Qual a medida correta para uma bomba de 20 litros de água. Resposta: Senhor Wilson , pede uma ajuda para fazer uma adubação foliar. Pergunta qual a medida correta para uma bomba de 20 litros de água. Nós atendemos dizendo que a adubação foliar em café novo deve conter os micro-nutrientes zinco, boro e cobre, estes normalmente os faltantes mais comuns. Deste modo pode usar o Sulfato de zinco e o ácido bórico, ambos a 0,5% na cada, mais um fungicida cúprico(oxicloreto ou hidróxido) à razão de 0, 4%. Faça 2-3 aplicações, de novembro a fevereiro.




O que sugerem eu fazer para diminuir ou eliminar esse amarelão presente na lavoura toda? Há o que fazer?


Município: MONTE CARMELO Estado: MG Cultivar Topázio de 2 anos, plantio de sequeiro. Resposta: Senhor Silvio, envia foto de plantas de café novo amarelado e com folhas murchas e secas. O que vemos é problema de falta de água, pois as plantas mostram deficiência nutricional provavelmente devido ao stress hídrico. Como sua lavoura é de sequeiro deve aguardar a retomada das chuvas e voltar a adubar a lavoura. Por enquanto nada pode fazer, pois a solução seria irrigar a área. Matiello




Cálcio e Magnésio na fertirrigação.


Município: Sao Domingos do Norte Estado: ES Resposta: Senhor Everton, diz que vai fazer aplicações de Cálcio e Magnésio, via fertirrigação, em cafeeiro conilon. Minha dúvida é quanto a distribuição destes nutrientes durante o ciclo. Devo aplicar os dois juntos, em uma proporção correta visando o equilíbrio entre eles no solo? Ou devo distribuí-los de outra forma de acordo com a fase em que a planta tem maior necessidade de cada um destes nutrientes? Qual seria a melhor forma de distribuí-los? E em caso de lavouras até 2 anos de idade, a distribuição seria a mesma? Nós atendemos dizendo que pode aplicar os dois de uma vez, o máximo que puder antecipado, pois assim vai corrigir o solo e melhorar o aproveitamento dos demais nutrientes, além de suprir o cálcio e o magnésio. Veja que eles não se perdem no solo. Quanto à dose ai sim observe o equilíbrio, na proporção Ca-Mg de 3-5/1. Veja, ainda, que apesar da boa eficiência na aplicação via ferti-irrigação, usando, por exemplo, o cloreto de cálcio e o sulfato de Mg, a melhor forma quanto à economia seria através de um bom calcário, ou, até um calcário calcinado tipo Geox, com 60% de CaO e 30% de MgO, deste bastando uns 300 kg por há. Matiello




Plantas de café amarelecendo devido deficiência induzida pela seca.


Município: Monte Carmelo Estado: MG Resposta: Senhor Paulo, pergunta se em plantas de café amarelecendo devido deficiência induzida pela seca. justifica a aplicação de MAP purificado visando evitar a evolução do amarelecimento e queda de folhas? se sim em qual concentração? Lavoura sentindo muito o déficit hídrico, lavoura de sequeiro. Nós atendemos dizendo que ajudar ajuda, mas não resolve, isso porque com o déficit hídrico todo o suprimento nutricional fica comprometido. Talvez valha mais a pena proteger com fungicida e inseticida as plantas estressadas, pois, nessa condição ficam mais susceptíveis a cercosporiose e bicho mineiro. . O ideal seria aplicar água em irrigação, ou rezar pra chover. Matiello




Adubação no café novo.


Município: Cachoeira de Minas Estado: MG Tenho um.cafe novo de seis meses. Jogar agora o super simples. Seria bom ou ruim pro café novo. Me passaram que seria bom pras raízes. Mas é viável jogar nesta época fria. Apesar de ter chovido. E quando adubação foliar,seria viável. Resposta: Senhor Wilson, diz ter um.cafe novo de seis meses. Jogar agora o super simples. Seria bom ou ruim pro café novo. Me passaram que seria bom pras raízes. Mas é viável jogar nesta época fria. Apesar de ter chovido. E quando adubação foliar,seria viável. Nós atendemos dizendo que se o adubo fosfatado, como o super simples, foi colocado na cova ou sulco de plantio ele não precisa ser colocado nos próximos 3 anos. Agora em cobertura ele vai ser menos eficiente. Foliar poderia sim usando MAP a 1,5% na calda, fazendo umas 3 aplicaçãoes no ano, enquanto o que colocaria no chão passe a se aprofundar e, assim, funcionar. Matiello




Qual é a composição química da palha do café?


Município: Montes Claros Estado: MG Resposta: Monielly, pergunta qual é a composição química da palha do café? Tenho interesse em fazer compostagem utilizando a palha de café e esterco equino. Existe algum estudo científico que especifique essa composição? Tenho interesse em utilizar a palha para compostagem juntamente com o esterco equino (produção de composto para culturas de ciclo curto). Nós atendemos dizendo que a palha de café tem em média 1,5% de N, 0,15 % de fósforo e 3,0 % de potássio, além de micro-nutrientes. Matiello




Em relação a correção de solo, qual deve ser a área considerada para correção? Somente a saia do café, aproximadamente 60 cm ou a área total? E qual a profundidade 10 ou 20 cm? Coletei amostras somente na saia do café.


Município: São Gotardo Estado: MG Resposta: Senhor José, pergunta se em relação à correção de solo, qual deve ser a área considerada para correção? Somente a saia do café, aproximadamente 60 cm ou a área total? e qual a profundidade 10 ou 20 cm. Coletei amostras somente na saia do café. Nós atendemos que de fato a região da saia do café é prioritária para correção, pois ali os adubos aplicados acidificam e é ali onde se concentram as raízes. A profundidade considerada é de 0-20 cm. O cálculo normal de correção então seria digamos um terço da área, ou seja o que cobre o pé de café, considerando os dois lados. Teoricamente, então se calcularia a dose e se dividiria por 1/3. No entanto como o calcário é colocado em cobertura e o calcário comum demora a se solubilizar, tendo seu efeito a médio prazo, costuma-se, na prática, calcular pra área total, conforme de costume e concentrar a aplicação apenas na linha de cafeeiros, pois, assim , o efeito será mais rápido, pela maior dose ali concentrada. Matiello




Posso substituir completamente a necessidade de Potássio por adubação com esterco bovino?


Município: Boa esperança Estado: MG Posso substituir completamente a necessidade de Potássio por adubação com esterco bovino, e complementar somente o N? Qual percentual médio de K deve assumir no esterco de confinamento? Não respondida ainda. Resposta: Sr Flávio, pergunta se pode substituir completamente a necessidade de Potássio por adubação com esterco bovino e complementar somente o N com mineral? Qual percentual médio de K deve assumir em um esterco de confinamento? Nós atendemos dizendo que o esterco em m´dia possui 0,5 % de N, 0,2 % P2O5 e 0,5% de K2O. Vamos exemplificar para uma lavoura com 30-50 scs/há, necessitaria de cerca de 350 kg de N e 300 kg de k2O. Então pra suprir todo o potássio precisaria de 60 t de esterco por há, o que é impossível na prática, pela dificuldade de obtenção e de aplicação. Mesmo considerando um aproveitamento melhor do orgânico, o quer permitiria reduzir uns 20% o teor total de NK, ainda assim seria uma dose muito alta. Por isso se indica 10-20 toneladas de estaerco e se complementa com NK. Matiello




Quero optar pelo gesso por ser uma fonte mais barata desses dois nutrientes, qual a dosagem a ser trabalhada?


Município: Patrocínio Estado: MG Resposta: Senhor Flávio, diz que de acordo com análise de solo não haverá necessidade de calagem, porém o Cálcio e o Enxofre estão baixos, posso trabalhar com o gesso para fornecer tais nutrientes? Se sim qual a dosagem e aplicado na área total ou apenas na projeção da copa do cafeeiro?Quero optar pelo gesso por ser uma fonte mais barata desses dois nutrientes, qual a dosagem a ser trabalhada?. Nós atendemos dizendo que a dosagem certa dependeria de observarmos a análise, porem não se pode aplicar uma dose muito alta de gesso, pois poderia desequilibrar em relação ao magnésio. Deste modo seria indicada, sem problemas, uma dose em torno de 1 tonelada por ha, nesse caso aplicada na linha, como uma adubação. Matiello




Posso substituir 100% o Cloreto de Potássio pelo Silicato de Potássio?


Município: Monte Carmelo Estado: MG Resposta: Senhor Carlos, não existem m trabalhos de pesquisa que garantam essa substituição. Nesse caso, enquanto não se tenha essa certeza eu faria, com prudência, uma substituição apenas parcial. Matiello




Se aplicar o adubo em solo úmido e não chover o mesmo reagirá?


Município: Romaria Estado: MG Resposta: Senhor Luiz, pergunta se deve fazer a adubação em solo úmido ou pode ser em solo seco desde que chova em seguida? O adubo deve esperar a chuva ou a chuva esperar o adubo?Se aplicar o adubo em solo úmido e não chover o mesmo reagirá? Nós atendemos dizendo que a questão da umidade do solo é importante apenas para o adubo nitrogenado com a fonte uréia. Com ela na fórmula ou se aplica com solo bem seco ou bem úmido. Um pouco úmido a uréase libera a amônia que se volatiliza. Deste modo é mais prudente aplicar com solo bem úmido, pois ela se dilui na água do solo, penetra um pouco e ocorre pouca perda. Matiello




Análise de solo em local de soja e milho a anos para o plantio de café.


Município: Ribeirão corrente Estado: SP Boa tarde, em anexo analise de solo arenoso em ribeirao corrente, 0 a 20 e 20 a 40cm de um talhao cujo foi soja e milho a 20 anos e desde março 2018 esta com braquiaria para platio de café em dezembro 2018, alem do plantio da braquiaria não foi feita nenhuma intervenção ainda. Gostaria de saber a quatidade de calcario (uso as 400g metro/sulco ), super simples que coloco no sulco e esterco de vaca tbm no sulco, e depois de plantado o cafe como inicio a adubação e qual somente N ? Uso algo de liberacao lenta junto? Obg. Resposta: Senhor Adriano, envia, em anexo, analise de solo arenoso em Ribeirao Corrente, 0 a 20 e 20 a 40cm de um talhao cujo foi soja e milho a 20 anos e desde março 2018 esta com braquiaria para platio de café em dezembro 2018, além do plantio da braquiaria não foi feita nenhuma intervenção ainda. Gostaria de saber a quantidade de calcario (uso as 400g metro/sulco ), super simples que coloco no sulco e esterco de vaca tbm no sulco, e depois de plantado o cafe como inicio a adubação e qual somente N ? Uso algo de liberacao lenta junto? Nós atendemos dizendo que pela análise praticamente não precisava usar nada no sulco pois o pH está bom e a saturação (V%) também. Se a sua análise estiver com resultados confiáveis, também o fósforo está em bom nível. Apenas os micro nutrientes boro, Mn, e Fe estão baixos porem estes podem ser usados futuramente (solo ou foliar). Nesses casos o que se indica, como vai ser colocado em profundidade seria uma meia dose, ou seja por m de sulco, umas 200 g de calcário e umas 200 g de superfosfato. O esterco é melhor colocar no pós-plantio, em cobertura. O N em cobertura pode ser tanto por uma fonte solúvel, em 3 parcelamentos ou com um adubo de lenta liberação, vendo a parte econômica. Matiello




Quantos milímetros de chuva são necessários para que o calcário aplicado ao solo reaja? Grata pela atenção.


Município: Cabo Verde Estado: MG Resposta: Senhora Tania, nós atendemos dizendo que o tempo de solubilização do calcário comu não depende somente das chuvas. Nas lavouras adultas o calcário, um pó de pedra calcária, vai se solubilizando aos poucos, com a ação de ácidos do próprio solo. Deste modo a ação s´[o ocorre com o tempo. Quanto maior umidade no solo, naturalmente o processo pode ser acelerado, mas, pelo menos demora 1 ano pra haver um solubilização de uma parte mais significativa do calcário aplicado em cobertura no solo. Caso necessite de mais rapidez pode usar o calcário calcinado, ou cal dolomitica, esta pode ser ativa, na correção do pH do solo e no suprimento de cálcio e magnésio em apenas cerca de 10 dias. Matiello




Cafeeiros amarelando.


Município: Patrocinio Estado: MG Respostas: Senhor Leandro Diz que está com alguns pés de cafe amarelando. São pés isolados. O restante da lavoura está Boa. Tem 20 dias que não chove. Nós atendemos sua dúvida dizendo que pés amarelados salteados significam que deve ter algo de deficiência nutricional, real ou induzida. Arraque um pé anormal e veja se a raiz não está pouca. Veja se a distribuição do calcário e adubo fosfatado no sulco não ficou irregular. Faça uma análise foliar pra ver o que estaria faltando. A falta de chuvas realemnte induz deficiência nutricional, porem ela afetaria todas as plantas de forma semelhante, a menos que algumas tenham o que acabamos de falar. Matiello




Qual você recomenda? calcário ou silicato de cálcio e magnésio? Ex 1 ton de calcário por ha, quanto aplicarei por ha de silicato?


Município: Romaria Estado: MG Resposta: Senhor Osvaldo, Pergunta em relação ao silicato de cálcio e Magnésio com 42% de CaO e 9% de MgO em substituição ao calcário dolomítico se é recomendável e vantajoso e qual a correspondência em dose. Nós atendemos dizendo que os dois produtos se equivalem, pois o silicato é o próprio calcário com alguma impureza, porem, como mostra, com teores de óxidos de cálcio e magnésio semelhantes a um calcário dolomitico. Os ensaios que fizemos mostram que els podem ser usados em doses semelhantes. As possíveis vantagens você deve comparar os preços. Matiello




Aplicação de cal virgem no cafeeiro.


Município: São Roque de Minas Estado: MG Gostaria de saber se a aplicação de cal virgem no cafeeiro com o objetivo de corrigir o ph e elevar a saturação de bases terá o mesmo efeito da cal hidratada ex(geox, oxifertil). Tenho em abundancia a cal virgem por isso pensei em aplica-la. Estou com uma lavoura com solo muito acido. Resposta: Senhor Leonardo, diz que gostaria de saber se a aplicação de cal virgem no cafeeiro, com o objetivo de corrigir o pH e elevar a saturação de bases terá o mesmo efeito da cal hidratada ex(geox, oxifertil). Tenho em abundancia a cal virgem por isso pensei em aplica-la. Diz estar com uma lavoura com solo muito acido. Nós atendemos dizendo que os produtos citados, Geox e Oxifertil são também óxidos de cálcio e de magnésio , portanto material virgem, sem hidratação. São assim um tipo de cal dolomitica, pois possuem os 2 tipos de óxidos e o seu, provavelmente, deve possuir principalmente o óxido de cálcio. Veja a nálise dele, pois se for apenas de cálcio ele vai corrigir o pH mas pode causar desequilíbrio com o magnésio. Poderia, se for o caso de4 ser mais economico, complementar, depois, com uma fonte de magnésio pura, como a Magnesita(94% de MgO). Matiello




Posso usar a cal de construção no lugar do calcario dolomitico?


Município: Jacutinga Estado: MG queria uma correção rápida, mas o gasto de calcário calcinado é pequeno, fica difícil adquirir esse produto, então pensei na cal hidratada de construção civil, se for possível qual a dosagem? Resposta: Senhor Marcos, diz que gostaria de uma correção rápida, mas o gasto de calcário calcinado é pequeno, e ficaria difícil adquirir esse produto, então pensou na cal hidratada de construção civil, pergunta se é possível e qual a dosagem. Nós atendemos dizendo que possível é, porem seria preciso conhecer a composição dessa cal, pois, normalmente, ela é preparada a partir da queima de calcário calcictico , assim teria quase que somente óxido de cálcio e desequilibraria para o magnésio, necessitando uma complementação. Matiello




Adubos químicos ou adubos organomiral?


Município: Caratinga Estado: MG Resposta: Senhor Daniel, pergunta qual é o melhor manejo em questão de rentabilidade / produção, adubação com adubos químicos ou adubos organomiral. Diz que sempre adubei com adubo químico da Heringer e agora pensa em mudar para organomineral. Nós atendemos dizendo que, no geral, os organo minerais ficam com preço maior, isto pra colocação da mesma dose de nutrientes, já que são uma mistura de adubos químicos com materiais orgânicos. Alem disso no uso desses adubos muitas empresas tem indicado doses mais baixas e aplicação única, quando sabemos que para o nitrogênio, nas formulações e fontes usuais,. Se perdem, seja por volatilização, seja por lixiviação. Deste modo, observe bem sobre o conteúdo desses adubos e a forma de uso, pois eles possuem, na quase totalidade, também, os nutrientes NPK na forma química. Matiello




Essa clorose, é por falta de N ou S. Ou os dois juntos, ou é outra coisa.


Município: Virginópolis Estado: MG Pé de café no quintal, sem adubação ou pulverização. Resposta: Senhor Magno, diz ser este, da foto, um pé de café no quintal, sem adubação ou pulverização. Nós atendemos dizendo que o amarelecimento observado na foto é devido à deficiência de manganês, provocada ou por solo com pH alto, ou excesso de umidade no solo, fatores que reduzem a disponibilidade desse nutriente para as plantas. Como está no quintal, veja se por ai já não foi aplicado muito calcário, ou, mesmo, cinzas, estas de efeito alcalinizante. Veja, também, se não escorre muita água no pé de café. Matiello




Devo acrescentar calcário na mistura de substrato para mudas de café?


Município: Ouro Fino Estado: MG A terra de barranco é acida, normalmente. adubação que eu uso - 5 kg/m³ de super simplses + 1kg de cloreto de k + esterco ? Resposta: Senhor Jadir, Diz que sua terra de barranco é acida, normalmente e a adubação que usa é - 5 kg/m³ de super simples + 1kg de cloreto de k + esterco . Nós atendemos dizendo que o próprio esterco tem a capacidade de corrigir a acidez do solo e neutralizar o alumínio, fazendo efeito semelhante ao calcário. No entanto, caso queira usar o calcário, pode, desde que em pequenas doses, por exemplo, 0,5 Kg por Mil litros de substrato, pois o calcário em demasia pode prejudicar. Matiello




Intoxicação de zinco em café novo.


Município: Jacutinga Estado: MG Resposta: Senhor Antonio, diz que detectoui intoxicação de zinco no café novo. Diz que o teor no solo está em 14,6 mg/dm, as plantas estão amareladas em reboleira. Pergunta o que pode fazer para amenizar essa intoxicação . Pergunta se produtos hormonais (stimulate) + aminiácidos, poderiam diminuir o efeito do zinco tóxico. Nós atendemos dizendo que a intoxicação com zinco se deve ao plantio em área antes com cafezal, onde esse nutriente veio se acumulando no solo. Da mesma forma sobre área cultivada com milho, pois nessa cultura se utiliza doses mais elevadas de zinco na adubação. A correção da toxidez deve ser feita tornando o zinco que se encontra na camada da cova/sulco menos solúvel. Nesse caso a imobilização desse micronutriente poderia ser feita por um aumento no pH, através de uma cal dolomitica, nesse caso aplicada somente nas plantas que estão com o problema. O uso de matéria orgânica, tipo esterco, também ajuda a imobilizar o zinco. No mais, na medida em que as raízes venham a sair da terá da cova/sulco, vão encontrar, em camadas mais profundas, uma área pobre em zinco e trendem a se recupera Caso seja poucas plantas e as mesmas se encontrarem com raízes curtas e em grande numero formando um tufo, nesse caso seria melhor replanta-las, nesse caso usando matéria orgânica e cal na cova nova. Matiello




Adubação no café esqueletado.


Município: Cachoeira de Minas Estado: MG Matiello,tenho 4000 pés de café esqueletado. Fiz três adubação. Para um café ter muitos galhos. Qual o tipo de adubos vc me orienta,para que posso aplicar. Espero um bom rendimento no próximo ano. Resposta: Senhor Wilson, diz ter 4000 pés de café esqueletado e fez três adubações. Para um café ter muitos galhos. Qual o tipo de adubos vc me orienta, para que posso aplicar. Espero um bom rendimento no próximo ano. Nós atendemos dizendo que no ano que se esqueleta pode-se usar 50-60% da adubação usual para as sfras normais. Veja as análises de solo, mas se os níveis estiverem baixos, pode usar um adubo fórmula tipo 20-05-15 ou similar, uns 1000 kg por há/ano, nas 3 parcelas usuais. Matiello




Adubo Organomineral.


Município: Cristais Estado: MG Resposta: Senhor Pedro, diz estar pensando em usar, no próximo ano, o adubo organomineral multimicros, pois todo mundo que usou falou que é melhor que o convencional e visivelmente a lavoura parece estar melhor mesmo. Pergunta se temos algum trabalho sobre isso. Nós atendemos dizendo que temos trabalhos em execução porem ainda não conclusivos. Achamos que desde que tenha os nutrientes adequados, em boa dose, os resultados do organomineral devem ser muito parecidos ao convencional, a não ser no suprimento de fóforo, porem esse nutriente tem sido de menor importância nas lavouras adultas. É preciso tem mais resultados quanto ao não parcelamento do organo-mineral, vez que dentro dele vai um adubo mineral (quase sempre uréia) e este se lixivia, razão pela qual se parcela a adubação mineral. Matiello




Adubos líquidos.


Município: Cachoeira de Minas Estado: MG Resposta: Senhor Wilson, diz que gostaria de uma posição quanto ao adubo líquido. Recebi uma proposta, onde o custo ficou 40% a menos, do que o granel. Comprei o NPK 20-05-20.Me passaram para aplicar,100ml por pé. Sendo uma bomba com 20lt de água,coloca-se 1200ml de adubos. O que vocês me orientam. Sendo um café em produção e esqueletado. E viável a aplicação do mesmo. Nós atendemos dizendo que milagres, infelizmente, não existem. Como o adubo liquido é composto do adubo comum mais água, a dose dos nutrientes precisa ser adequada. O cafeeiro precisa da determinada dose para crescer e produzir. No seu caso, em uma bomba de 20 litros colocando 1,2 l do adubo e depois aplicando 100 ml por pé, seriam usados, nesta conta, os 1,2 litros serviriam para 200 pés. Suponha que tenha 4000 pés por há, então gastaria 20 bombas, ou seja, 24 l do adubo. Se for isto que entendemos da proposta, aplicaria, somente, 4,8 kg de N e K2O por há, uma quantia insignificante quando a necessidade para um cafezal produtivo seria de 300-400 kg /há. Outro entendimento seria colocar os 100 ml do adubo liquido puro por pé. Em 4000 pés usaria 400 litros. Nesse caso teria 80 kg de N e K2O por há, ainda bem menos que o necessário. Matiello




Qual o tipo de adubos devo jogar no café, já fiz duas adubação de Uréia Sulfatado. Me aconselharam jogar agora após 25 dias o 20-05-20,30gr por pé, Café Catuaí 144 vermelho. Tenho duvidas também sobre a foliar.


Município: Cachoeira de Minas Estado: MG Resposta: Senhor Wilson, parece tratar-se de cafeeiros jovens, recém-plantados. Como usou adubo fosfatado e calcário na cova/sulco, agora deve usar uma fórmula pra suprir o N e o K. Deste modo poderia ser uma 20-00-20 ou 20-0015, na base de umas 20 gr por planta, isto até permanecer com chuva, uma a cada 30-45 dias. Quanto a aplicações foliares indicamos uma calda com cerca de 0,5% de sulfato de zinco, 0,5% de ácido bórico e 0,4% de fungicida cuprico. Fazer uma a duas agora no intervalo de uns 40 dias. Isto é para corrigir eventuais defdeficiências micro-nutrientes e proteger contra cercosporiose. Matiello




Pode usar sulfato de magnésio na aplicacao com actara e qual a quantidade?


Município: Santo Antônio da alegria Estado: SP Resposta: Senhor Cairo, Pode sim, embora diferentemente de uso de produtos com micro-nutrientes, como o boro, associados no drench com inseticida-fungicida, o magnésio é um macro nutriente e , assim, não seria possível corrigir sua deficiência na quantidade necessária, pois a aplicação vai ser feita em volume de apenas 50 ml por planta. Veja que no caso do actara se utiliza 1-2 kg por há e o sulfato de magnésio((% Mg), se faltar mesmo no solo, deve ser usado na base de cerca de 1000 kg por há. Matiello




Gostaria de saber se tem um trabalho com NPK liquido? Qual a opinião de vcs sobre esses produtos?


Município: Domingos Martins Estado: ES Resposta: Não temos trabalhos. Nossa opinião é que não existem milagres. Os nutrientes que são colocados na lavoura é que vão responder. Normalmente estes adubos líquidos, por serem bem mais caros, prometem muita economia, mas sabemos se precisarmos comer um tanto aquilo devemos comer. O menos vai causar fome. O mesmo ocorre com a planta. Pode haver melhor aproveitamento dependente da fonte de N usada mas isso nem sempre compensa o excedente no preço. Para o N esse mair aproveitamento pode ocorrer, já para o P e o K as perdas são mínimas e não justificariam formulações especiais. Portanto, em conclusão, até conhecermos melhor as formulações, nossa opinião é contrária ao uso. Matiello




Para 600m quadrados quantas gramas de Viça café?


Município: Ibituruna Estado: MG Resposta: Senhora Helena, a Viçacafé é um tipo de adubo foliar e, ao mesmo tempo, um protetivo contra doenças. Ela deve ser usada em pulverização na folhagem na base de 5 kg por há, diluída em 400 l dágua. Caso, como diz, tem 600 m2 seriam, nessa base, 16 vezes menos, então seriam cerca de 320 g em 25 litros dágua. Matiello




Como ajustar adubação nitrogenada e potássica?


Município: Mococa Estado: SP Prezados Srs. Fiz análise foliar em dois talhões de café 30 dias após o segundo parcelamento da adubação. No primeiro os teores de N e K são de 32,25 e 20,97 respectivamente, no segundo 35,23 e 25,19. Nos dois talhões, que estão com produtividade prevista de 40 sc/ha, foram feitas duas adubações com 130 kg/ha de N cada e uma com 80 kg/ha de K2O. Minha idéia era fazer mais uma adubação no meio de fevereiro. Como eu deveria proceder nesses talhões? Alguns nutrientes poderiam ser cancelados ou diminuidos? Resposta: Senhor Carlos, diz que fez análise foliar em dois talhões de café 30 dias após o segundo parcelamento da adubação. No primeiro os teores de N e K são de 32,25 e 20,97 respectivamente, no segundo 35,23 e 25,19. Nos dois talhões, que estão com produtividade prevista de 40 sc/ha, foram feitas duas adubações com 130 kg/ha de N cada e uma com 80 kg/ha de K2O. Minha idéia era fazer mais uma adubação no meio de fevereiro. Como eu deveria proceder nesses talhões? Alguns nutrientes poderiam ser cancelados ou diminuidos?. Nós atendemos dizendo que não existe uma indicação segura entre dose a adubar e o nível foliar, este indicando apenas que as folhas e a planta estão nutridas adequadamenter. Como não existe um experimento que possa permitir a correlação, o que podemos aconselhar, vendo a produtividade da lavoura e o a dose nutricional usada, manter mais uma aplicação pra finalizar o ciclo, nesse caso de mais uns 100 kg de N e uns 80 de K2O, este último desde que a análise de solo não tenha revelado níveis altos. Matielllo,




Necessidade dos nutrientes.


Município: Campos altos Estado: MG Resposta: Senhor Ewerton Diz que , gostaria de saber a quantidade demandada pelo café de cada nutrientes para produção de uma saca de café. Tanto de micronutrientes e macronutrientes e qual época que a planta necessita dos mesmos. Nós atendemos dizendo que esta quantidade se encontra em nosso livro Cultura do Café no Brasil. Ela é a seguinte - Na fase adulta do cafeeiro, para cada saca de café produzida, compreendida a vegetação e a produção do cafeeiro, são necessários em média: 6,2Kg de N; 0,6Kg de P2O5; 5,9Kg de K2O; 3,0Kg de CaO; 1,9Kg de MgO; 0,3Kg de S; 110g de Fe; 10g de Mn; 10g de Zn; 8,8g de Cu e 6,5g de B. Matiello




Teor de K no solo e adubação potássica


Município: Campestre Estado: MG Professor Matiello, eu li um trabalho que dizia que se o teor de K for maior que cinco por cento da CTC ou superior a Três PPM pode-se retira-lo da adubação por um período. Enviado por Anônimo, sex, 02/02/2018 - 11:29 Adubação/correção Município: Campestre Estado: MG Gostaria de saber se a informação procede e se isso pode ser feito mesmo em lavouras esqueletadas em ano de safra 100. Desde já agradeço! Resposta: Senhor Adelber, diz que leu um trabalho que dizia que se o teor de K for maior que cinco por cento da CTC ou superior a Três PPM pode-se retira-lo da adubação por um período. Gostaria de saber se a informação procede e se isso pode ser feito mesmo em lavouras esqueletadas em ano de safra 100. Nós atendemos dizendo que a suficiência de K, ou teòres altos, no solo, podem levar ao cancelamento da adubação potássica, pois, ao contrário, se não estiver em bom equilíbrio com cálcio e magnésio, continuar aplicando K pode, até, piorar esse desequilíbrio. Dependendo daCTC do solo, quando média ou alta(7 a 10), o percentual elevado de saturação de K, acima de 5% ,representa 0,35 a 0, 50 Cmol c de conteúdo de K no solo, suficiente para uma alta carga. No caso de uma safra de 90 =100 scs por ha, precisaria de cerca de 550-600 kg de K2O no solo/ha. Um solo com os teòres acima, isto a 0-20cm, resultaria em cerca de 400 kg de K2O por há. Se considerado que este teor deve estar, no mínimo, pela metade, até 1m, pois o potássio se armazena em profundidade, pode representar um conteúdo total de cerca de 1200 Kg de K2) por há, ou seja, muito além da necessidade. Matiello




Gostaria de saber qual formula de adubo jogar e quantas gramas por cova em uma lavoura de 60 dias com espaçamento 2.50×1.20?


Município: Mutum Estado: MG Resposta: Senhor Cleitos, uma fórmula adquada, no geral, é a que tem nitrogênio e potássio, pois o fósforo cálcio e magnésio já foram na cova. Então poderia ser uma fórmula 20-00-20 ou similar, iniciando com 10 g por planta depois, a cada mês, enquanto houver chuva, pode repetir ou elevar essa dose ligeiramente. Matiello




Teor de cálcio e ataque de cercospora.


Município: Caconde Estado: SP Resposta: Senhor Reinaldo, diz que está com uma análise de solo com 57 mmol de calcio, porém a análise foliar apresenta 9,37 g/kg e as plantas apresentam amarelecimento e com início de ataque de cercospora qual a melhor solução. Nós atendemos dizendo que, mais provável haver carência de fósforo e de nitrogênio, pois, raramente, aparece deficiência de cálcio em cafeeiros. Assim, veja os teores desses 2 nutrientes, pois podem ser eles que estão causando amarelecimento e favorecimento ao ataque de cercospora. Matiello




Tenho dúvidas em aplicar calcário dolomítico e FH 460 juntos no sulco de plantio sem intervalo de tempo e se isso poderia cortar de alguma forma o efeito do FH ?


Município: Socorro Estado: SP E se o FH 460 pode chegar a queimar as raízes da muda?caso sim qual intervalo aguardar da aplicação do FH para o plantio ? Desde já agradeço! Ga Resposta: Senhor Gabriel, diz que tem dúvidas em aplicar calcário dolomítico e FH 460 juntos no sulco de plantio sem intervalo de tempo e se isso poderia cortar de alguma forma o efeito do FH. E se o FH 460 pode chegar a queimar as raízes da muda. Caso sim qual intervalo aguardar da aplicação do FH para o plantio . Nós atendemos dizendo que pode sim usar o FH mais o calcário no sulco, isto por que o calcário comum é pouco solúvel e , deste modo não vai reagir com o fosfato. Igualmente, não existem problemas de queima de raízes, pois os fosfatos tem pouco efeito salino, e, em mistura com a terra nada provocarão. Matiello




Gostaria de saber qual tem sido a metodologia de adubação para lavouras com potencia de 100 sacas por há , lavouras oriundas do sistema safra zero. Faz a adubação de npk por extração ?


Município: são sebastião da Grama Estado: SP Resposta: Senhor Daniel, diz que gostaria de saber qual tem sido a metodologia de adubação para lavouras com potencia de 100 sacas por há , lavouras oriundas do sistema safra zero. Faz a adubação de npk por extração . Nós atendemos dizendo que o critério tem sido parecido com o de extração, porem as indicações são limitadas a um máximo, por exemplo, no seu caso, de 100 sacas e depois vai novamente podar não precisa usar a parcela relativa a um novo crescimento. Nesse caso, na prática, temos limitado a uns 600 kg de N e K20 /há. Matiello




Adubação de Cova.


Município: Santa Teresa Estado: ES Bom dia.. Estou plantando 30 mil pés de café em região fria e montanhosa 800 m de altitude já possuímos 10 mil pés de Catuaí amarelo e vermelho, estou usando 1500 g de Esterco de galinha e 250g de cálcario na cova e gostaria de saber qual o melhor adubo para jogar daqui a 45 dias antes de começar o plantio das mudas e qual o melhor tipo de arábica seria o Catuaí mesmo? Qual melhor adubo para adubação de fevereiro em café velho decepado, sulfato de armonio ou o 2520? Obrigado. Resposta: Senhor Cassio, diz estar plantando 30 mil pés de café em região fria e montanhosa 800 m de altitude. Já possuio 10 mil pés de Catuaí amarelo e vermelho. Está usando 1500 g de Esterco de galinha e 250g de cálcario na cova e gostaria de saber qual o melhor adubo para jogar daqui a 45 dias antes de começar o plantio das mudas e qual o melhor tipo de arábica seria o Catuaí mesmo? Qual melhor adubo para adubação de fevereiro em café velho decepado, sulfato de armonio ou o 20-5-20. Nós atendemo s dizendo que na cova, apesar de já usar o esterco de galinha que tem bastante fósforo seri adequado complementar com superfosfato, isto na mistura da cova. Caso já tenha batido as covas, ou seja, já cheias pode botar umas 100 g de superfosfato mesmo em cobertura sobre as covas abertas. Depois só uns 230 dias após o plantio, pode usar uma fórmula contendo 20-00-20 ou similar iniciando com 10 g por planta e depois ir aumentando até ter chuvas. Para o café recepado, como não se dispões da análise de solo pra ver como estão os teores de fósforo e potássio, por precaução pode usar a fórmula sugerida e não apenas o sulfato de amônia. Caso tenha a análise do solo e osteores de fosforo e potássio estiverem adequados, pode usar a penas o sulfato de amônia ou mesmo uréia. Matiello.




ADUBAÇÃO - LAVOURAS ALTA PRODUÇÃO


Município:São sebastião da Grama Estado:SP Olá Prezados Senhores, Gostaria de saber qual tem sido a metodologia de adubação para lavouras com potencia de 100 sacas por há , lavouras oriundas do sistema safra zero. Faz a adubação de npk por extração ? Resposta: Senhor Daniel, diz que gostaria de saber qual tem sido a metodologia de adubação para lavouras com potencia de 100 sacas por há , lavouras oriundas do sistema safra zero. Faz a adubação de npk por extração . Nós atendemos dizendo que o critério tem sido parecido com o de extração, porem as indicações são limitadas a um máximo, por exemplo, no seu caso, de 100 sacas e depois vai novamente podar não precisa usar a parcela relativa a um novo crescimento. Nesse caso, na prática, temos limitado a uns 600 kg de N e K20 /há. Matiello




Adubação em lavoura irrigada.


Município:marechal floriano Estado:ES Ola tenho uma lavoura com 4000 plantas de cafe 785 irrigado em marechal floriano ,o cafe esta com 8 meses ,gostaria de saber se posso adubar mensalmente ,e qual seria o melhor adubo nitrogenado e a quantidade por planta via fertirrigação . Resposta: Senhor Lazair, diz que tem uma lavoura com 4000 plantas de cafe 785 irrigado em marechal floriano ,o cafe esta com 8 meses ,gostaria de saber se posso adubar mensalmente ,e qual seria o melhor adubo nitrogenado e a quantidade por planta via fertirrigação . Nós atendemos dizendo que a lavoura ferti-irrigada deve receber a quantidade de adubo semelhante àquela com aplicação normal, talvez um pouco menos, pelo melhor aproveitamento do adubo aplicado via água. Nesse caso pode aplicar doses crescentes a cada mês, iniciando com de 10 g de uréia e 6 g de cloreto por planta e depois aumentando pra 13 depois pra 15 e proporção igual no cloreto (usar o cloreto branco), isto até abril maio. No inverno não precisa adubar. Matiello




Plantei 25000 mudas de cafe tem uma semana, e agora as folhas novas da guias estao manchadas como faço para combater esse problema?


Município:Rio Paranaiba Estado:MG Resposta: Senhor Marcio, primeiro vamos identificar o que aconteceu. Pelos sintomas verificados nas folhas trata-se de uma toxidez por algum produto ou pulverizado ou aplicado no solo. Veja ai o que usou antes ou na cova ou no pós-plantio. Parece uma queima por sais. Caso seja isso, o próprio tempo vai consertar o problema com a lavagem desses resíduos pelas chuvas. Matiello




Espaço de tempo menor entre a primeira para a segunda adubação


Município:Lajinha Estado:MG Bom dia com o atraso do período chuvoso a primeira adubação está atrasada começando só agora tudo indica que não será possível esperar um intervalo d aproximadamente 45 dias para fazer a segunda haja visto que a chuvas em janeiro costumam ser mais ocasionais por isso gostaria de saber se não a problemas o intervalo da primeira adubação para a segunda ser no máximo de uns 25 dias. Resposta: Senhor Juscelino, diz que com o atraso do período chuvoso a primeira adubação está atrasada começando só agora tudo indica que não será possível esperar um intervalo d aproximadamente 45 dias para fazer a segunda haja visto que a chuvas em janeiro costumam ser mais ocasionais por isso gostaria de saber se não a problemas o intervalo da primeira adubação para a segunda ser no máximo de uns 25 dias. Nós atendemos dizendo que pode sim encurtar o prazo, pois os efeitos acabam se somando. Matiello




Qual é a deficiência?


Município:Lajinha Estado:MG Estou com uma área recepada a um ano apresentando esse sintoma em vários pés d café. Então gostaria d saber qual é a deficiência como corrigi lá qual o produto a ser utilizado e a quantidade desde já agradeço e aguardo




Na aplicaçao foliar, alem do fungicida, aproveita e faz tambem de nutrientes. Mais quais seria mais necessario, so o zinco com cobre por exemplo


Município:Campo belo Estado:MG Resposta: Senhor Jesuino, de fato os nutrientes mais importantes via foliar são o zinco e o cobre, sendo o boro melhor na via solo. Matiello













Assuntos Diversos

Estudos sócio-economicos

Seria viável plantar café na minha cidade, Itaperuna (RJ)? E qual é a variedade e qnts hectares seriam suficientes para o retorno econômico da lavoura?


Município: Itaperuna Estado: RJ Resposta: Nós atendemos dizendo que sim, inclusive estamos acompanhando uma lavoura, que vem muito produtiva ai no seu município. A variedade seria o Conillon, pois ai fica em altitude baixa e é quente. Também tem que ver se tem água pra irrigar, pois o período de seca ai é prolongado. A área pode ser de 3-5 hectares, isto dependendo da água que disponha, podendo, depois aumentar um pouco em anos eguintes, Matiello




Variedade para local com pouco sol.


Município: Camacho Estado: MG Resposta: Senhor Guilherme, pergunta qual a variedade mais indica de café para se plantar em um local onde não se tem muito sol. O terreno está em uma encosta que recebe menos Sol durante o dia. Pensei em plantar o arara, porém, estou receoso porque ele é uma variedade tardia. Nós atendemos dizendo que pode plantar, desde que combine, em outras áreas que já possui, com outras variedades mais precoces, deixando essa área de Arara para colheita bem tardia. Matiello




Dados básicos para início de lavoura de Café.


Município: Rio de janeiro Estado: RJ Prezado Matiello, Primeiramente muito bom dia e parabéns pelo espaço aberto desta instituição. Meu interesse é relative a obtenção de dados básicos para um estudo inicial (custos) requerido para estabelecer uma lavoura de café. Tenho visto alguns artigos e as variáveis são muitas (tipo de planta, pés por hectare, produtividade por hectare etc..) Gostaria de obter informações básicas que poderia considerar para meu estudo a fim de avaliar minhas possibilidades fincnaceiras de entrar no negócio de café. Ou seja, quais numerous poderia considerar como razoáveis? Alguma sugestão de trabalhos recentes sobre o assunto ? Desde já obrigado Hugo Camerini - Rio de janeiro Resposta: Senhor Hugo solicita dados sobre formação de cafezais. Nós atendemos dizendo que hoje em dia se planta de 5-7 mil plantas por há, dependendo da topografia se a área é mecanizada ou não. O custo de implantação depende muito de operação manualo ou mecanizada, podendo variar deste 7000 até uns 18 mil por há, isto pra levar até o segundo ano de campo, no inicio da produção. A produtividade que se deve projetar seria uma média de 30-40 scs por há/ano, numa boa lavoura. Matiello




Certificação de fazendas.


Município: Cristais Estado: MG Penso em certificar minha propiedade, mas com o intuito de receber um preço melhor por saca.E vantajoso certificar a fazenda que seja menor que 20 hactares de cafe, e qual a media de preco pago por um cafe certificado ( tanto de origem e qualidade ? Muito obrigado pelo espaço. Resposta: Senhor Pedro,, diz que pensa em certificar sua propriedade, mas com o intuito de receber um preço melhor por saca. É vantajoso certificar a fazenda que seja menor que 20 hectares de café, e qual a media de preçoo pago por um café certificado ( tanto de origem e qualidade. Nós atendemos dizendo que o preço com certo ágio seria uma das finalidades da certificação e esse diferencial varia de acordo com o tipo da certificação (certificadora) e com o mercado da época, muitas vezes compensando outras n]ao. Além disso, a certificação ajuda a organizar a Fazenda e o seu tamanho não é tão pequeno assim. Veja uma certificadora mais em conta, ou, mesmo, veja se através de Cooperativa, ou Associação, ou, mesmo da Emater (Certifica Minas) consiga uma certificação, ou gratuita ou em custo diluído em conjunto. Matiello




Existe algum estudo sobre a durabilidade de secadores rotativos?


Município: Serra Negra Estado: SP Qual o melhor considerando preço de compra, durabilidade, e custo de operaçao? Resposta: Senhor João, pergunta qual o melhor secador rotativoconsiderando preço de compra, durabilidade, e custo de operação. Pra nós fica difícil responder, pois não temos um estudo de durabilidade desse equipamento. O que temos visto é que essa durabilidade depende da grossura da chapa usada e, logicamente, da proteção que deve ser feita, de preferência todos os anos, com limpeza e pintura no pós-uso, praparando pra safra seguinte. Nessas condições temos visto que o equipamento dura normalmente, por 20 anos e até mais. Ao escolher ou adquirir, então se certifique da chapa usada e da tradição do fabricante. Matiello




Me explica o levantamento da CONAB de 47 milhões de sacas para o ano de 2015, se não existe nenhum técnico da mesma visitando as plantações. Eles se baseiam no que?


Sr. Henrique Valério Ferreira de Carvalho De fato, precisamos melhorar muito em termos de estimativas das safras cafeeiras no Brasil. A Conab, responsável por números oficiais da safra, não tem conseguido, com os resultados apresentados, a confiança necessária do mercado. Não se conhece, em detalhe, toda a metodologia empregada pela Conab, em suas estimativas, porem vemos que sem um acompanhamento objetivo, em campo, é impossível chegar aos níveis reais da produção brasileira de café. Neste sentido, fizemos um projeto e encaminhamos ao CNC-Conselho Nacional do Café, para usar uma metodologia de acompanhamento da produtividade em cerca de 5000 propriedades sorteadas, nas diferentes regiões. Estamos aguardando a disponibilização de recursos para o trabalho. Sobre o numero inicial divulgado pela Conab, na faixa de 48-49 milhões de sacas, como expectativa da próxima safra, vemos que as lavouras, em função do stress pela carga anterior, mais o stress climático, não apresentam potencial para produzir em 2015 mais do que em 2014. Ao contrário, tudo indica que irão produzir menos. Matiello





 

Colheita, preparo e qualidade do café

Colheita, preparo e qualidade do café

Regulagem da velocidade da saída de café no secador vertical.


Município: Cambuquira Estado: MG Gostaria de saber se devo deixar bastante café passando mais rápido ou mais devagar no secador vertical. Como saber esta regulagem. Obrigado Resposta: Senhor Leandro, diz que gostaria de saber se deve deixar bastante café passando mais rápido ou mais devagar no secador vertical. Como saber esta regulagem. Nós atendemos dizendo que a regulagem vai depender do café. No inicio da seca pode deixar passar mais café, pois assim vai esquentar mais os frutos, em períodos mais curtos, pois eles saem da câmara de secagem e são levados até a de descanso. Na medida da meia seca em diante, quando a secagem deve ser mais lenta, pode deixar sair menos, e, ainda, trabalhar com temperaturas menores, pois, assim, o café vai permanecer mais tempo em descanso, o que é bom para uniformizar a secagem. Matiello Tipo de madeira da Tulha




Tipo de madeira da Tulha


Município: cambuquira Estado: MG Resposta: Senhor Leandro, diz que gostaria de saber se o tipo de madeira na construção da tulha influencia a qualidade do café e quanto tempo o café tem que descansar antes do beneficiamento. Nós atendemos dizendo que pode usar qualquer tipo de madeira, pois o eventual cheiro da madeira desaparece logo, com o tempo, além do que o café em coco oferece proteção ao grão internamente. Além disso pouca porção dos frutos vai ficar em contato com a madeira. Quanto ao tempo de armazenamento antes do beneficiamento o ideal seria de, pelo menos 30 dias, pra que o café uniformize a umidade entre os frutos. Em caso de aperto, uns 15 dias já daria resultado.




Usar 3 facas dentadas e 3 lisas no descascador da máquina de benefeficiar café d'andreia aumenta os grãos quebrados?


Município: Monte Belo Estado: MG Resposta: Senhor Gervásio, consultamos o setor de mecânica da Fábrica da Dandréa e eles disseram que elas não aumentam os grãos quebrados. As facas dentadas ajudam a descascar o café quando ele está muito cascudo, com casca dura.




Grãos esbranquiçados


Município: Camachi Estado: MG Resposta: Senhor Guilherme, diz que neste ano de 2019 seu café depois de limpo ficou com um aspecto esbranquiçado, parece que tem uma película envolvendo o grão. O que poderá ter ocorrido? Nós atendemos dizendo que o que deve ter ocorrido é que a película prateada ficou aderida ao grão, mesmo como o seu beneficiamento. Isto quase sempre é devido a uma secagem muito lenta. Matiello




Construção de terreiro suspenso


Município: Lajinha Estado: MG Bom dia gostaria de saber como construir um terreiro suspenso com o material utilizado e suas medidas a maneira correta de fazer a seca e se realmente justifica o investimento Resposta: Senhora Natalia, diz que gostaria de saber como construir um terreiro suspenso com o material utilizado e suas medidas a maneira correta de fazer a seca e se realmente justifica o investimento. Nós atendemos dizendo que o terreiro suspenso é construído com tela plástica tipo sombrite, sustentado por madeira roliça. Ele só seria recomendado para pequenas produções e, especialmente, pro café despolpado, pois seca muito lento e exige boa área, o que torna caro o sistema, que dá muito trabalho. Caso sua produção seja maior melhor seria mesmo o terreiro cimentado ou uso de secador rotativo. Matiello




Tenho um sitio pequeno e gostaria de saber se compensa fazer micro lotes sendo que o sitio tem apenas 2 alqueires e esta situado a cerca de 1140 a 1186 metros.


Município: Franca Estado: SP Talhao de Catuai em espaçamento de 1,5x0,5 com safra zero e com colheita seletiva e secagem no terreiro suspenso. Mao de Obra familiar Resposta: Senhor Igor, diz ter um sitio pequeno e gostaria de saber se compensa fazer micro lotes sendo que o sitio tem apenas 2 alqueires e esta situado a cerca de 1140 a 1186 metros. Talhao de Catuai em espaçamento de 1,5x0,5 com safra zero e com colheita seletiva e secagem no terreiro suspenso. Mao de Obra familiar. Nós atendemos dizendo que a variedade e o espaçamento sendo os mesmos e a variação de altitude muito pouca, acreditamos que, com os cuidados que adota, como a colheita seletiva, uniformizando a matéria prima, toda a produção de café deva ter a mesma característica de qualidade, não compensando, assim, fazer separações. Matiello




Rodagem do café em dias de chuva


Município: Botelhos Estado: MG Têm dias que o café molha no terreiro e não para de chover. Aí fica a dúvida: o café deve ser mexido normalmente de hora em hora? deve ser enleirado? Ficamos sempre na dúvida pois como o café está muito molhado, a moto não roda bem e o trator despolpa muito. Então peço a ajuda dos senhores e agradeço a atenção. Grande abraço. Flávio F Miranda de Botelhos-MG. Resposta: Senhor Flavio, diz que gostaria de saber se em dias de chuva, o café que está molhado no terreiro precisa ser rodado? Se sim, quantas vezes e de quanto em quanto tempo. Nós atendemos dizendo que não precisa, pois a rodagem do café é pra expor melhor os frutos ao sol e ao vento. Chovendo não vai haver sol e o vento seria úmido, portanto não resultaria. Enleirar sim, pode, pra evitar carregamento do café pelas chuvas e, depois, o café deve ser aberto após o secamento do terreiro. Matiello.




Que umidade o café deve estar para parar o secador rotativo a noite sem fermentar?


Município: Nova Rezende Estado: MG Resposta: A umidade pra retirada do secador, com o café ainda quente, pode ser de 13-14%, pois el, até esfriar, pode perder 1-2% da umidade> Matiello




Lado de aplicação de fertilizantes


Município: Conceição da aparecida Estado: MG Resposta: Senhor Renato, diz que só joga fertilizante do lado de cima do pé de café, por que é ladeira e notou que desse lado as raízes estão poucas e doentes, enquanto do lado de baixo as raízes estão saudáveis e em quantidade . Usa, normalmente, adubo 20-05-20 com nitrato. Nós atendemos dizendo que não existe razão conhecida pra problemas relacionados com o uso de adubos e existência de raízes em cafeeiros. Sabemos que do lado de cima do declive as plantas de café possuem mais raízes, em parte por que elas se firmam no terreno através delas. Parte poderia ser devida à maior concentração de adubos, principalmente o fósforo, ali naquela região. Acontece que os adubos aplicados se difundem para o lado de baixo, nocaso dos nutrientes Nitrogenio e potássio e, no caso do fósforo a própria arruação/esparramação também ajuda na sua re-distribuição. Do lado de cima, temos visto que existe maior acidez e maior concentração de alumínio no sol, necessitando de mais calagem. Talvez esse aspecto esteja prejudicando as raízes, porem seria uma coisa a estudar melhor. Matiello




Gostaria de saber sobre o uso de Etrhel em uma lavoura carregada do sistema safra zero que vai ser colhida por automotriz ,microclima propício para bebida rio


Município: Alfenas Estado: MG Resposta: Senhor José Antonio, O uso do etrehl poderia, sim, auxiliar na melhor bebida, desde que coincidisse a colheita em período mais seco. Veja ai o seu caso, se isso pode acontecer. A antecipação da colheita e a obtenção de frutos maduros em maior escala, sua separação em lavadores e o descascamento (CD), com certeza podem ajudar a fugir da bebida rio. Matiello




Seca em secador vertical 250 caixas maneira correta para diminuir cafés escrepados


Município: Lajinha Estado: MG Boa tarde estamos quase chegando no período da colheita e com ela devemos ter todo o cuidado para não perdermos a qualidade do nosso produto.Tendo em vista que estamos sempre tendo uma maturação bem desigual causando problemas com a seca dando bastante cafés escrepados. Sempre faço da seguinte maneira deixo o café no terreiro por aproximadamente uma semana para que ele possa murchar depois o coloco no secador com uma temperatura de mais ou menos 90 graus que dará 40 graus na massa e por necessidade em quanto não der ponto não é desligado o secador tenho tido problema co cafés escrepados pois mesmo o café dando uma primeira murcha no terreiro ainda permanece muitos grãos verdes devido a maturação desuniforme, algumas pessoas me dizem q ao colocar o café no secador eu deveria coloca-lo para rodar uma umas 12 horas só com vento e depois colocar o fogo isso realmente se faz necessário e ira me ajudar a diminuir a quantidade de café escrepado. Agradeço. Resposta: Senhor Juscelino, diz que está quase chegando no período da colheita e com ela devemos ter todo o cuidado para não perdermos a qualidade do nosso produto.Tendo em vista que estamos sempre tendo uma maturação bem desigual causando problemas com a seca dando bastante cafés discrepantes. Sempre faço da seguinte maneira deixo o café no terreiro por aproximadamente uma semana para que ele possa murchar depois o coloco no secador com uma temperatura de mais ou menos 90 graus que dará 40 graus na massa e por necessidade em quanto não der ponto não é desligado o secador tenho tido problema pois mesmo o café dando uma primeira murcha no terreiro ainda permanece muitos grãos verdes devido a maturação desuniforme, algumas pessoas me dizem q ao colocar o café no secador eu deveria coloca-lo para rodar uma umas 12 horas só com vento e depois colocar o fogo isso realmente se faz necessário e ira me ajudar a diminuir a quantidade de café escrepado. Nós atendemos dizendo que uma maneira adequada para reduzir o diferencial de umidade, entre os variados tipos de frutos colhidos, é a previa lavagem e separação dos mesmos, podendo ou não ser acoplada a despolpa. Assim, de inicio junta os frutos com teôres semelhantes de umidade. Depois é só adotar o que propões de dar um tempo no terreiro, pra reduzir e uniformizar ainda mais os frutos e uma secagem lenta, como propões. Caso tenha tempo e secadores disponíveis, poderia melhorar com um descanso em tulha auxiliar e depois voltar ao secador, mais adiante, mas isto nem sempre é possível. Matielllo




Bebida Rio em área com neblina e baixa altitude, o que fazer.


Município: Monte Belo Estado: MG Resposta: Senhor Gervásio, diz que tem uma lavoura de 40 000 pés de café catuaí vermelho 144 que a cinco anos bebe rio. Sua localização é de baixa altitude com muita neblina. Gostaria de saber se adquirindo um lavador o cereja iria beber bem ou teria que descascar também. Nós atendemos dizendo que conhecemos bem sua situação junto à bacia de furnas, onde a umidade alta prejudica a bebida do café. Pra minimizar este problema teríamos 2 indicações. A 1ª seria usar umas 2 aplicação de fungicida à base de estrobilurina, como o Comet a 0,8 L por há, que reduz os fungos de fermentação. A última deve ser feita uns 40 dias antes da colheita. A 2ª como diz seria separar o café cereja, no lavador, sendo o ideal, em seguida, despolpa-lo, porem, caso não queira despolpar deve secar o mesmo rapidamente, assim não dará bebida ruim. Matiello




Gostaria de saber onde encontro tela ou rede de nylon pra prender junto ao pano de recolher café, conforme demonstrado no dia de campo para esqueletamento e depois recolher o café no pano em substituição à tela de arame


Município: Nova Resende Estado: MG Resposta: Senhor Primei, nós também tivemos essa dificuldade sua. Encontramos tela preta de plástico em casa de rações ou de aves, pois ela substitui a tela de arame usada, justamente, em galinheiros. Outra opção é em casa de materiais de construção que possuem uma tela preta com buracos quadrados, também boa. Matiello




Se não disponho de um terreiro pavimentado, qual a melhor opção?


Município: Aguanil Estado: MG Bom dia, em uma pequena propriedade de ate 10 ha de café, não dispondo de terreiro pavimentado, qual seria a melhor opção? Terra batida ou na lona, e caso seja na lona, em qual parte, na preta ou na branca? Resposta: Senhor Carlos, Diz que tem uma pequena propriedade e busca uma alternativa à construção de terreiro pavimentado, perguntando se é malhor de chão batido ou de lona, esta se preta ou branca. Nóa atendemos dizendo que ambas são viáveis, melhor sendo a combinação de terreiro de chão que é bom no inicio da seca, mas ruim no final. Neste período a lona, a preta, por esquentar bem e podendo cobrir o café à noite seria uma boa alternativa. Ultimamente, pra aumentar a resistencia da ona, existe uma boa experiencia com o uso de lona preta com uma tela de sombrite por cima. Matiello




Maquinario para efetuar a colheita do café esqueletado ?


Município: Boa esperança Estado: MG Sejá existe alguma recolhedora de café pos colheita com os frutos, e os galhos no esqueletamento tipo safra zero. obrigado Resposta: Senhor Roberto, pergunta se já existe alguma recolhedora de café pós colheita com os frutos, e os galhos no esqueletamento tipo safra zero. Nós atendemos dizendo que existe, em teste final, uma máquina da TDI, que cortas os ramos, fazendo o esqueletamento, e, ato continuo, debulha os frutos dos galhos, ou seja, ela esqueleta e colhe a planta simultâneamente. Para o caso de esqueletar e recolher os galhos, com os frutos, do chão, existe a MIAC, que possui uma boca recolhedora, ou um lençol que os galhos são depositados e ela, ao recolher o lençol vai “comendo” os galhos e retirando deles os frutos. Matiello




Qual as opções de produtos e manejo, o produtor tem para usar em café chuvado? Para que possa minimizar os prejuízos.


Município: Camacho Estado: MG Resposta: Senhor Carlos, sua indagação é difícil de ser atendida de modo satisfatório, pois a piora na qualidade do café é quase impossível de ser revertida, devendo as medidas serem preventivas e não corretivas. No entanto, algo pode ser feito para minimizar os estragos. Primeiro, aplicar substâncias desinfetantes no café no terreiro, como o cloro, o Fegatex e o fungicida Comet, para evitar a proliferação de fungos que depreciam a bebida. No caso do Comet o ideal e permitido é a sua aplicação ainda na lavoura, cerca de 30-40 dias antes da colheita. A outra coisa é proceder a secagem, em secadores o mais pronto possível, e, por último, caso possua, passar o café no despolpador ou descascador de cereja, todas as frações, principalmente o boia, assim tirará o efeito da casca sobre o escurecimento no grão de café. Matiello




Quanto ao uso de fegatex no terreiro, é possível eliminar fermentações indesejadas?


Município: Jacutinga Estado: MG Fiquei com uma dúvida em relação ao fegatex, se usado, ele não pode atrapalhar fermentações 'boas' que possam acontecer no café? e qual a hora certa da aplicação do produto? Resposta: Senhor Antonio, Diz que tem duvidas quanto ao uso do Fegatex no terreiro, indagando como deve ser usado e se ele não pode atrapalhar fermentações boas. Nosso entendimento é no sentido de que o Fegatex age apenas em curto prazo, ou seja, tem pouco efeito residual. Ele atua como um desinfetante, porem seu efeito passa rápido, desse modo não atrapalharia futuras fermentações, nem as boas nem as más. Deste modo ele deve ser considerado um auxiliar, que ajuda, mas não garante o sucesso sempre. Não existe uma indicação oficial, bem estudada, para o uso do produto, quanto à dose, à época e o modo e nem do grau de sua eficiência. Alguns produtores que usam preferem colocar no lavador de café, ocasião em que fica mais fácil molhar bem os frutos. Caso não passe o café no lavador poderia pulverizar sobre os frutos no terreiro o quanto antes após chegarem do campo. Matiello




Tenho problemas com a qualidade do cafe?


Município: Santa rita de caldas Estado: MG Tenho um sitio que plantei cafe da variedade catucai 2sl e catucai 785/15, ambas com 7 anos e no espassamento 2,5m x 1m, e nunca consegui bebida dura para melhor sempre e bebida rio e faco a colheita com todos os cuidados,cheguei ate secar amostras na peneira e sempre foram rio. O que posso fazer pra reverter esse problema? Presiso de ajuda? Att Andre Resposta: Senhor André, Em sua pergunta diz que está com problema em uma lavoura de café, plantada com 3 variedades, 2 de Catucai e uma de Catuai, plantadas a 2,5 m x 1m. Diz que estão produtivas e com solo bem adubado.. No entanto, sempre produzem cafés de bebida rio. Pergunta se existe solução para o problema. Para a resposta primeiro vamos explicar que a causa da bebida rio não está nem nas variedades, nem na adubação. Ela está relacionada com o microclima onde está a lavoura e com os cuidados no pós-colheita. Veja que a lavoura está situada numa região onde é comum obter bebida boa no café – o Sul de Minas. O que pode estar acontecendo é que as lavouras se encontram em uma face ou depressão no terreno em condições muito úmidas. Mesmo , seria possível obter boa bebida caso fizesse ou o despolpamento do café, ou a colheita do café maduro e secasse rapidamente, Outra solução que temos visto melhorar a bebida é a aplicação de um fungicida como o Comet, uma estrobilurina, no inicio da maturação dos frutos, cerca de 30-40 dias antes da colheita, o que evita o aparecimento de fermentações indesejáveis. Matiello




Está surgindo em nossa região um secador tipo caixa gostaria de saber se vocês possuem algum trabalho sobre ele


Município: Manhuaçu Estado: MG sua instalação é de baixo custo também pouco consumo, mas precisamos de informações técnicas para tirar melhor proveito Resposta: Senhor Carlos, Temos sim trabalhos, os quais foram feitos faz alguns anos atrás, com o que chamamos secador barcaça ou de leito fixo. Ele, é, normalmente, de baixo custo, podendo ser adquirido de construção metálica ou feito na propriedade, com alvenaria. Se bem conduzido o processo nele leva a uma seca adequada do café. Para isso, o essencial é adequar uma fornalha de fogo indireto ou uma simples, de carvão, isso para evitar cheiro de fumaça nos frutos do café. Outro cuidado é o revolvimento do café de tempos em tempos, para uniformizar a seca. Esta mistura e revolvimento do café pode ser feito manualmente, com pás, ou através de um sistema de rosca sem fim, este já disponível nos secadores metálicos fabricados na sua região. Não vemos viabilidade, como alguns apregoam, de secar o café, de modo uniforme, sem esse revolvimento, a menos que a secagem seja muito prolongada, com paradas, para que melhore essa uniformidade. Matiello




Gostaria de saber si pode me ajudar sobre a água usada no preparo do café pós-colheita. Qual sua destinação, quais os minerais presentes, se é usado para ferti-irrigação.


Município: Uberlandia Estado: MG Resposta: A água residuária do preparo do café é problemática quando é feito o despolpamento. Elas contem alta porcenta­gem de açúcares e material orgânico, que, despejadas diretamente em cursos d'água, causam a rápida redução do nível de oxigênio da água e, consequentemente, a morte dos peixes e de outros inimigos das larvas dos mosquitos. As soluções para esse problema são: abrir lagoas de decantação (cuidado para que não fiquem próximo ao lençol d’água), para reduzir o despejo de resíduos sólidos; usar menor volume de água no despolpamento, com bombeamento para a recirculação dessa água e tratar os esgotos com cal ou outros produtos alcalinos para acelerar a decantação, ou usar um sistema de filtros bioló­gicos. Uma boa maneira de usar a água do despolpamento é conduzir esta água para a lavoura de café ou para outras culturas, pois possui boas quantidades de nutrientes. A mucilagem possui proteínas, fibras, carbo-hidratos, açúcares, vitaminas e minerais, possíveis, até, para aproveitamento nutricional em animais. Na adubação as águas residuárias, apesar de muitos terem medo de queima, pode ser usada, em doses adequadas. Experimentos em vasos mostraram que é possível, sem problemas, aplicar até o equivalente a 80 litros por metro quadrado de terreno. Quando se vai aplicando a água em diferentes áreas não existe qualquer risco de dano aos cafeeiros. Um levantamento feito da água residuária do preparo de café mostrou que as maiores concentrações de nutrientes ocorrem com as águas que passam pelo descascador e desmucilador, sendo muito baixos os teores oriundos do lavador. Foi possível detectar os níveis básicos de : 90-100 ppm de N, 6-8 ppm de P, 200-300 ppm de K, 30-35 ppm de Ca, 9-12 ppm de Mg, 0,2 a 4 pm de Cu, 0,2 a 5 ppm de Zn, 0,6 a 8 ppm de Mn, 6 a 50 ppm de Fe, e 0,2 a 1,5 ppm de B. Outro estudo mostrou que o teor de sódio na mucilagem de frutos é o mais alto entre os minerais, atingindo a 820 ppm. Pela legislação vigente, o uso de usinas de preparo de café, especialmente as grandes, deve ser precedido de estudo de impacto ambiental. Matiello




Duvida sobre aplicacao de comet no cafe colhido no pos colheito no terreiro.


Município: Andradas Estado: MG Gostaria de saber qual a dosagem indicada? E já que a aplicação do comet e indicada para evitar a perda de qualidade da bebida do cafe, se acontecer um episodio de chuva na colheita que dure dois ou três dias, esse cafe aplicado comet pode ser enleirado e permanecer por esse dois ou três dias???? Resposta: Senhor João, O senhor pergunta sobre a dosagem indicada? Indaga, ainda, se a aplicação efetuada pode manter o efeito no café enleirado, por motivo de chuva no terreiro. Nossa orientação se baseia nos ensaios que efetuamos e observamos que existe uma proteção continuada, sem problemas, já que o produto se liga na camada externa da casca dos frutos. Em citrus ficou comprovado que o Comet se mantem por mais de 30 dias atuando na proteção, isso na casca das laranjas jovens, no campo. Quanto ao uso comercial, lembramos que o produto não possui registro para emprego na pulverização dos frutos, e, sim, na lavoura. Matiello




Nas regiões de Iapú, Inhapim e Caratinga, práticamente não tivemos chuvas em dezembro, janeiro, fevereiro e março. A maioria dos frutos não granaram (estão ainda verdes). Qual a orientação para se definir se compensa ou não fazer a colheita?


Município: Ipatinga Estado: MG Os frutos estão com diâmetros em torno de 5 a 10 mm, em sua maioria, e verdes. Os maiores que estes valores já estão maduros, ou quase maduros. Existe, ainda, chance dos verdes madurarem? Qual critéri para se definir a execução da colheita? Além da broca, quais problemas poderemos ter, se os frutos ficarem no pé. Resposta: Senhor Jésus, A situação daí parece mesmo estar crítica. A falta de chuvas, no período de granação dos frutos do cafeeiro, leva à formação de grãos pequenos, mal granados, com pouco peso e até completamente chochos. Para verificar como foi o prejuízo é preciso fazer a colheita de alguns pés, bem representativos, secar e determinar o rendimento café coco/ café beneficiado. Deve-se, ainda,verificar o tipo do café e o seu preço de mercado. Isto deve ser feito pois,, provavelmente, vai resultar muito café escolha. Fazer apenas o teste de frutos que boiam em água não seria suficiente. Com o resultado do rendimento e da avaliação do preço do café, restaria, então, ver qual seria, em contraposição, o custo da colheita e do preparo desse café. Caso resulte alguma sobra seria indicada a colheita. Matiello




Que produto devo usar para facilitar a colheita do café? Etrel?


Município: Nepomuceno Estado: MG Resposta: Senhor José, O produto para acelerar a maturação é o Ethrel. Ele se mostra viável quando se faz a colheita mecanizada, pois o café maduro cai mais fácil do que o verde. No entanto, o fruto que estava verde, com o Ethrel, só amadurece por fora, ou seja, a semente ou grão, internamente, vai permanecer verde, e aparecer no café beneficiado como defeito. Por isso, deve-se pensar bem antes de aplicar. Caso seja colheita manual não compensa. Deve-se, ainda, cuidar bem da época correta de aplicação e da dose, pois se for em excesso derrubar também as folhas. Matiello





Controle de Pragas

Colheita, preparo e qualidade do café

Regulagem da velocidade da saída de café no secador vertical.


Município: Cambuquira Estado: MG Gostaria de saber se devo deixar bastante café passando mais rápido ou mais devagar no secador vertical. Como saber esta regulagem. Obrigado Resposta: Senhor Leandro, diz que gostaria de saber se deve deixar bastante café passando mais rápido ou mais devagar no secador vertical. Como saber esta regulagem. Nós atendemos dizendo que a regulagem vai depender do café. No inicio da seca pode deixar passar mais café, pois assim vai esquentar mais os frutos, em períodos mais curtos, pois eles saem da câmara de secagem e são levados até a de descanso. Na medida da meia seca em diante, quando a secagem deve ser mais lenta, pode deixar sair menos, e, ainda, trabalhar com temperaturas menores, pois, assim, o café vai permanecer mais tempo em descanso, o que é bom para uniformizar a secagem. Matiello Tipo de madeira da Tulha




Tipo de madeira da Tulha


Município: cambuquira Estado: MG Resposta: Senhor Leandro, diz que gostaria de saber se o tipo de madeira na construção da tulha influencia a qualidade do café e quanto tempo o café tem que descansar antes do beneficiamento. Nós atendemos dizendo que pode usar qualquer tipo de madeira, pois o eventual cheiro da madeira desaparece logo, com o tempo, além do que o café em coco oferece proteção ao grão internamente. Além disso pouca porção dos frutos vai ficar em contato com a madeira. Quanto ao tempo de armazenamento antes do beneficiamento o ideal seria de, pelo menos 30 dias, pra que o café uniformize a umidade entre os frutos. Em caso de aperto, uns 15 dias já daria resultado.




Usar 3 facas dentadas e 3 lisas no descascador da máquina de benefeficiar café d'andreia aumenta os grãos quebrados?


Município: Monte Belo Estado: MG Resposta: Senhor Gervásio, consultamos o setor de mecânica da Fábrica da Dandréa e eles disseram que elas não aumentam os grãos quebrados. As facas dentadas ajudam a descascar o café quando ele está muito cascudo, com casca dura.




Grãos esbranquiçados


Município: Camachi Estado: MG Resposta: Senhor Guilherme, diz que neste ano de 2019 seu café depois de limpo ficou com um aspecto esbranquiçado, parece que tem uma película envolvendo o grão. O que poderá ter ocorrido? Nós atendemos dizendo que o que deve ter ocorrido é que a película prateada ficou aderida ao grão, mesmo como o seu beneficiamento. Isto quase sempre é devido a uma secagem muito lenta. Matiello




Construção de terreiro suspenso


Município: Lajinha Estado: MG Bom dia gostaria de saber como construir um terreiro suspenso com o material utilizado e suas medidas a maneira correta de fazer a seca e se realmente justifica o investimento Resposta: Senhora Natalia, diz que gostaria de saber como construir um terreiro suspenso com o material utilizado e suas medidas a maneira correta de fazer a seca e se realmente justifica o investimento. Nós atendemos dizendo que o terreiro suspenso é construído com tela plástica tipo sombrite, sustentado por madeira roliça. Ele só seria recomendado para pequenas produções e, especialmente, pro café despolpado, pois seca muito lento e exige boa área, o que torna caro o sistema, que dá muito trabalho. Caso sua produção seja maior melhor seria mesmo o terreiro cimentado ou uso de secador rotativo. Matiello




Tenho um sitio pequeno e gostaria de saber se compensa fazer micro lotes sendo que o sitio tem apenas 2 alqueires e esta situado a cerca de 1140 a 1186 metros.


Município: Franca Estado: SP Talhao de Catuai em espaçamento de 1,5x0,5 com safra zero e com colheita seletiva e secagem no terreiro suspenso. Mao de Obra familiar Resposta: Senhor Igor, diz ter um sitio pequeno e gostaria de saber se compensa fazer micro lotes sendo que o sitio tem apenas 2 alqueires e esta situado a cerca de 1140 a 1186 metros. Talhao de Catuai em espaçamento de 1,5x0,5 com safra zero e com colheita seletiva e secagem no terreiro suspenso. Mao de Obra familiar. Nós atendemos dizendo que a variedade e o espaçamento sendo os mesmos e a variação de altitude muito pouca, acreditamos que, com os cuidados que adota, como a colheita seletiva, uniformizando a matéria prima, toda a produção de café deva ter a mesma característica de qualidade, não compensando, assim, fazer separações. Matiello




Rodagem do café em dias de chuva


Município: Botelhos Estado: MG Têm dias que o café molha no terreiro e não para de chover. Aí fica a dúvida: o café deve ser mexido normalmente de hora em hora? deve ser enleirado? Ficamos sempre na dúvida pois como o café está muito molhado, a moto não roda bem e o trator despolpa muito. Então peço a ajuda dos senhores e agradeço a atenção. Grande abraço. Flávio F Miranda de Botelhos-MG. Resposta: Senhor Flavio, diz que gostaria de saber se em dias de chuva, o café que está molhado no terreiro precisa ser rodado? Se sim, quantas vezes e de quanto em quanto tempo. Nós atendemos dizendo que não precisa, pois a rodagem do café é pra expor melhor os frutos ao sol e ao vento. Chovendo não vai haver sol e o vento seria úmido, portanto não resultaria. Enleirar sim, pode, pra evitar carregamento do café pelas chuvas e, depois, o café deve ser aberto após o secamento do terreiro. Matiello.




Que umidade o café deve estar para parar o secador rotativo a noite sem fermentar?


Município: Nova Rezende Estado: MG Resposta: A umidade pra retirada do secador, com o café ainda quente, pode ser de 13-14%, pois el, até esfriar, pode perder 1-2% da umidade> Matiello




Lado de aplicação de fertilizantes


Município: Conceição da aparecida Estado: MG Resposta: Senhor Renato, diz que só joga fertilizante do lado de cima do pé de café, por que é ladeira e notou que desse lado as raízes estão poucas e doentes, enquanto do lado de baixo as raízes estão saudáveis e em quantidade . Usa, normalmente, adubo 20-05-20 com nitrato. Nós atendemos dizendo que não existe razão conhecida pra problemas relacionados com o uso de adubos e existência de raízes em cafeeiros. Sabemos que do lado de cima do declive as plantas de café possuem mais raízes, em parte por que elas se firmam no terreno através delas. Parte poderia ser devida à maior concentração de adubos, principalmente o fósforo, ali naquela região. Acontece que os adubos aplicados se difundem para o lado de baixo, nocaso dos nutrientes Nitrogenio e potássio e, no caso do fósforo a própria arruação/esparramação também ajuda na sua re-distribuição. Do lado de cima, temos visto que existe maior acidez e maior concentração de alumínio no sol, necessitando de mais calagem. Talvez esse aspecto esteja prejudicando as raízes, porem seria uma coisa a estudar melhor. Matiello




Gostaria de saber sobre o uso de Etrhel em uma lavoura carregada do sistema safra zero que vai ser colhida por automotriz ,microclima propício para bebida rio


Município: Alfenas Estado: MG Resposta: Senhor José Antonio, O uso do etrehl poderia, sim, auxiliar na melhor bebida, desde que coincidisse a colheita em período mais seco. Veja ai o seu caso, se isso pode acontecer. A antecipação da colheita e a obtenção de frutos maduros em maior escala, sua separação em lavadores e o descascamento (CD), com certeza podem ajudar a fugir da bebida rio. Matiello




Seca em secador vertical 250 caixas maneira correta para diminuir cafés escrepados


Município: Lajinha Estado: MG Boa tarde estamos quase chegando no período da colheita e com ela devemos ter todo o cuidado para não perdermos a qualidade do nosso produto.Tendo em vista que estamos sempre tendo uma maturação bem desigual causando problemas com a seca dando bastante cafés escrepados. Sempre faço da seguinte maneira deixo o café no terreiro por aproximadamente uma semana para que ele possa murchar depois o coloco no secador com uma temperatura de mais ou menos 90 graus que dará 40 graus na massa e por necessidade em quanto não der ponto não é desligado o secador tenho tido problema co cafés escrepados pois mesmo o café dando uma primeira murcha no terreiro ainda permanece muitos grãos verdes devido a maturação desuniforme, algumas pessoas me dizem q ao colocar o café no secador eu deveria coloca-lo para rodar uma umas 12 horas só com vento e depois colocar o fogo isso realmente se faz necessário e ira me ajudar a diminuir a quantidade de café escrepado. Agradeço. Resposta: Senhor Juscelino, diz que está quase chegando no período da colheita e com ela devemos ter todo o cuidado para não perdermos a qualidade do nosso produto.Tendo em vista que estamos sempre tendo uma maturação bem desigual causando problemas com a seca dando bastante cafés discrepantes. Sempre faço da seguinte maneira deixo o café no terreiro por aproximadamente uma semana para que ele possa murchar depois o coloco no secador com uma temperatura de mais ou menos 90 graus que dará 40 graus na massa e por necessidade em quanto não der ponto não é desligado o secador tenho tido problema pois mesmo o café dando uma primeira murcha no terreiro ainda permanece muitos grãos verdes devido a maturação desuniforme, algumas pessoas me dizem q ao colocar o café no secador eu deveria coloca-lo para rodar uma umas 12 horas só com vento e depois colocar o fogo isso realmente se faz necessário e ira me ajudar a diminuir a quantidade de café escrepado. Nós atendemos dizendo que uma maneira adequada para reduzir o diferencial de umidade, entre os variados tipos de frutos colhidos, é a previa lavagem e separação dos mesmos, podendo ou não ser acoplada a despolpa. Assim, de inicio junta os frutos com teôres semelhantes de umidade. Depois é só adotar o que propões de dar um tempo no terreiro, pra reduzir e uniformizar ainda mais os frutos e uma secagem lenta, como propões. Caso tenha tempo e secadores disponíveis, poderia melhorar com um descanso em tulha auxiliar e depois voltar ao secador, mais adiante, mas isto nem sempre é possível. Matielllo




Bebida Rio em área com neblina e baixa altitude, o que fazer.


Município: Monte Belo Estado: MG Resposta: Senhor Gervásio, diz que tem uma lavoura de 40 000 pés de café catuaí vermelho 144 que a cinco anos bebe rio. Sua localização é de baixa altitude com muita neblina. Gostaria de saber se adquirindo um lavador o cereja iria beber bem ou teria que descascar também. Nós atendemos dizendo que conhecemos bem sua situação junto à bacia de furnas, onde a umidade alta prejudica a bebida do café. Pra minimizar este problema teríamos 2 indicações. A 1ª seria usar umas 2 aplicação de fungicida à base de estrobilurina, como o Comet a 0,8 L por há, que reduz os fungos de fermentação. A última deve ser feita uns 40 dias antes da colheita. A 2ª como diz seria separar o café cereja, no lavador, sendo o ideal, em seguida, despolpa-lo, porem, caso não queira despolpar deve secar o mesmo rapidamente, assim não dará bebida ruim. Matiello




Gostaria de saber onde encontro tela ou rede de nylon pra prender junto ao pano de recolher café, conforme demonstrado no dia de campo para esqueletamento e depois recolher o café no pano em substituição à tela de arame


Município: Nova Resende Estado: MG Resposta: Senhor Primei, nós também tivemos essa dificuldade sua. Encontramos tela preta de plástico em casa de rações ou de aves, pois ela substitui a tela de arame usada, justamente, em galinheiros. Outra opção é em casa de materiais de construção que possuem uma tela preta com buracos quadrados, também boa. Matiello




Se não disponho de um terreiro pavimentado, qual a melhor opção?


Município: Aguanil Estado: MG Bom dia, em uma pequena propriedade de ate 10 ha de café, não dispondo de terreiro pavimentado, qual seria a melhor opção? Terra batida ou na lona, e caso seja na lona, em qual parte, na preta ou na branca? Resposta: Senhor Carlos, Diz que tem uma pequena propriedade e busca uma alternativa à construção de terreiro pavimentado, perguntando se é malhor de chão batido ou de lona, esta se preta ou branca. Nóa atendemos dizendo que ambas são viáveis, melhor sendo a combinação de terreiro de chão que é bom no inicio da seca, mas ruim no final. Neste período a lona, a preta, por esquentar bem e podendo cobrir o café à noite seria uma boa alternativa. Ultimamente, pra aumentar a resistencia da ona, existe uma boa experiencia com o uso de lona preta com uma tela de sombrite por cima. Matiello




Maquinario para efetuar a colheita do café esqueletado ?


Município: Boa esperança Estado: MG Sejá existe alguma recolhedora de café pos colheita com os frutos, e os galhos no esqueletamento tipo safra zero. obrigado Resposta: Senhor Roberto, pergunta se já existe alguma recolhedora de café pós colheita com os frutos, e os galhos no esqueletamento tipo safra zero. Nós atendemos dizendo que existe, em teste final, uma máquina da TDI, que cortas os ramos, fazendo o esqueletamento, e, ato continuo, debulha os frutos dos galhos, ou seja, ela esqueleta e colhe a planta simultâneamente. Para o caso de esqueletar e recolher os galhos, com os frutos, do chão, existe a MIAC, que possui uma boca recolhedora, ou um lençol que os galhos são depositados e ela, ao recolher o lençol vai “comendo” os galhos e retirando deles os frutos. Matiello




Qual as opções de produtos e manejo, o produtor tem para usar em café chuvado? Para que possa minimizar os prejuízos.


Município: Camacho Estado: MG Resposta: Senhor Carlos, sua indagação é difícil de ser atendida de modo satisfatório, pois a piora na qualidade do café é quase impossível de ser revertida, devendo as medidas serem preventivas e não corretivas. No entanto, algo pode ser feito para minimizar os estragos. Primeiro, aplicar substâncias desinfetantes no café no terreiro, como o cloro, o Fegatex e o fungicida Comet, para evitar a proliferação de fungos que depreciam a bebida. No caso do Comet o ideal e permitido é a sua aplicação ainda na lavoura, cerca de 30-40 dias antes da colheita. A outra coisa é proceder a secagem, em secadores o mais pronto possível, e, por último, caso possua, passar o café no despolpador ou descascador de cereja, todas as frações, principalmente o boia, assim tirará o efeito da casca sobre o escurecimento no grão de café. Matiello




Quanto ao uso de fegatex no terreiro, é possível eliminar fermentações indesejadas?


Município: Jacutinga Estado: MG Fiquei com uma dúvida em relação ao fegatex, se usado, ele não pode atrapalhar fermentações 'boas' que possam acontecer no café? e qual a hora certa da aplicação do produto? Resposta: Senhor Antonio, Diz que tem duvidas quanto ao uso do Fegatex no terreiro, indagando como deve ser usado e se ele não pode atrapalhar fermentações boas. Nosso entendimento é no sentido de que o Fegatex age apenas em curto prazo, ou seja, tem pouco efeito residual. Ele atua como um desinfetante, porem seu efeito passa rápido, desse modo não atrapalharia futuras fermentações, nem as boas nem as más. Deste modo ele deve ser considerado um auxiliar, que ajuda, mas não garante o sucesso sempre. Não existe uma indicação oficial, bem estudada, para o uso do produto, quanto à dose, à época e o modo e nem do grau de sua eficiência. Alguns produtores que usam preferem colocar no lavador de café, ocasião em que fica mais fácil molhar bem os frutos. Caso não passe o café no lavador poderia pulverizar sobre os frutos no terreiro o quanto antes após chegarem do campo. Matiello




Tenho problemas com a qualidade do cafe?


Município: Santa rita de caldas Estado: MG Tenho um sitio que plantei cafe da variedade catucai 2sl e catucai 785/15, ambas com 7 anos e no espassamento 2,5m x 1m, e nunca consegui bebida dura para melhor sempre e bebida rio e faco a colheita com todos os cuidados,cheguei ate secar amostras na peneira e sempre foram rio. O que posso fazer pra reverter esse problema? Presiso de ajuda? Att Andre Resposta: Senhor André, Em sua pergunta diz que está com problema em uma lavoura de café, plantada com 3 variedades, 2 de Catucai e uma de Catuai, plantadas a 2,5 m x 1m. Diz que estão produtivas e com solo bem adubado.. No entanto, sempre produzem cafés de bebida rio. Pergunta se existe solução para o problema. Para a resposta primeiro vamos explicar que a causa da bebida rio não está nem nas variedades, nem na adubação. Ela está relacionada com o microclima onde está a lavoura e com os cuidados no pós-colheita. Veja que a lavoura está situada numa região onde é comum obter bebida boa no café – o Sul de Minas. O que pode estar acontecendo é que as lavouras se encontram em uma face ou depressão no terreno em condições muito úmidas. Mesmo , seria possível obter boa bebida caso fizesse ou o despolpamento do café, ou a colheita do café maduro e secasse rapidamente, Outra solução que temos visto melhorar a bebida é a aplicação de um fungicida como o Comet, uma estrobilurina, no inicio da maturação dos frutos, cerca de 30-40 dias antes da colheita, o que evita o aparecimento de fermentações indesejáveis. Matiello




Está surgindo em nossa região um secador tipo caixa gostaria de saber se vocês possuem algum trabalho sobre ele


Município: Manhuaçu Estado: MG sua instalação é de baixo custo também pouco consumo, mas precisamos de informações técnicas para tirar melhor proveito Resposta: Senhor Carlos, Temos sim trabalhos, os quais foram feitos faz alguns anos atrás, com o que chamamos secador barcaça ou de leito fixo. Ele, é, normalmente, de baixo custo, podendo ser adquirido de construção metálica ou feito na propriedade, com alvenaria. Se bem conduzido o processo nele leva a uma seca adequada do café. Para isso, o essencial é adequar uma fornalha de fogo indireto ou uma simples, de carvão, isso para evitar cheiro de fumaça nos frutos do café. Outro cuidado é o revolvimento do café de tempos em tempos, para uniformizar a seca. Esta mistura e revolvimento do café pode ser feito manualmente, com pás, ou através de um sistema de rosca sem fim, este já disponível nos secadores metálicos fabricados na sua região. Não vemos viabilidade, como alguns apregoam, de secar o café, de modo uniforme, sem esse revolvimento, a menos que a secagem seja muito prolongada, com paradas, para que melhore essa uniformidade. Matiello




Gostaria de saber si pode me ajudar sobre a água usada no preparo do café pós-colheita. Qual sua destinação, quais os minerais presentes, se é usado para ferti-irrigação.


Município: Uberlandia Estado: MG Resposta: A água residuária do preparo do café é problemática quando é feito o despolpamento. Elas contem alta porcenta­gem de açúcares e material orgânico, que, despejadas diretamente em cursos d'água, causam a rápida redução do nível de oxigênio da água e, consequentemente, a morte dos peixes e de outros inimigos das larvas dos mosquitos. As soluções para esse problema são: abrir lagoas de decantação (cuidado para que não fiquem próximo ao lençol d’água), para reduzir o despejo de resíduos sólidos; usar menor volume de água no despolpamento, com bombeamento para a recirculação dessa água e tratar os esgotos com cal ou outros produtos alcalinos para acelerar a decantação, ou usar um sistema de filtros bioló­gicos. Uma boa maneira de usar a água do despolpamento é conduzir esta água para a lavoura de café ou para outras culturas, pois possui boas quantidades de nutrientes. A mucilagem possui proteínas, fibras, carbo-hidratos, açúcares, vitaminas e minerais, possíveis, até, para aproveitamento nutricional em animais. Na adubação as águas residuárias, apesar de muitos terem medo de queima, pode ser usada, em doses adequadas. Experimentos em vasos mostraram que é possível, sem problemas, aplicar até o equivalente a 80 litros por metro quadrado de terreno. Quando se vai aplicando a água em diferentes áreas não existe qualquer risco de dano aos cafeeiros. Um levantamento feito da água residuária do preparo de café mostrou que as maiores concentrações de nutrientes ocorrem com as águas que passam pelo descascador e desmucilador, sendo muito baixos os teores oriundos do lavador. Foi possível detectar os níveis básicos de : 90-100 ppm de N, 6-8 ppm de P, 200-300 ppm de K, 30-35 ppm de Ca, 9-12 ppm de Mg, 0,2 a 4 pm de Cu, 0,2 a 5 ppm de Zn, 0,6 a 8 ppm de Mn, 6 a 50 ppm de Fe, e 0,2 a 1,5 ppm de B. Outro estudo mostrou que o teor de sódio na mucilagem de frutos é o mais alto entre os minerais, atingindo a 820 ppm. Pela legislação vigente, o uso de usinas de preparo de café, especialmente as grandes, deve ser precedido de estudo de impacto ambiental. Matiello




Duvida sobre aplicacao de comet no cafe colhido no pos colheito no terreiro.


Município: Andradas Estado: MG Gostaria de saber qual a dosagem indicada? E já que a aplicação do comet e indicada para evitar a perda de qualidade da bebida do cafe, se acontecer um episodio de chuva na colheita que dure dois ou três dias, esse cafe aplicado comet pode ser enleirado e permanecer por esse dois ou três dias???? Resposta: Senhor João, O senhor pergunta sobre a dosagem indicada? Indaga, ainda, se a aplicação efetuada pode manter o efeito no café enleirado, por motivo de chuva no terreiro. Nossa orientação se baseia nos ensaios que efetuamos e observamos que existe uma proteção continuada, sem problemas, já que o produto se liga na camada externa da casca dos frutos. Em citrus ficou comprovado que o Comet se mantem por mais de 30 dias atuando na proteção, isso na casca das laranjas jovens, no campo. Quanto ao uso comercial, lembramos que o produto não possui registro para emprego na pulverização dos frutos, e, sim, na lavoura. Matiello




Nas regiões de Iapú, Inhapim e Caratinga, práticamente não tivemos chuvas em dezembro, janeiro, fevereiro e março. A maioria dos frutos não granaram (estão ainda verdes). Qual a orientação para se definir se compensa ou não fazer a colheita?


Município: Ipatinga Estado: MG Os frutos estão com diâmetros em torno de 5 a 10 mm, em sua maioria, e verdes. Os maiores que estes valores já estão maduros, ou quase maduros. Existe, ainda, chance dos verdes madurarem? Qual critéri para se definir a execução da colheita? Além da broca, quais problemas poderemos ter, se os frutos ficarem no pé. Resposta: Senhor Jésus, A situação daí parece mesmo estar crítica. A falta de chuvas, no período de granação dos frutos do cafeeiro, leva à formação de grãos pequenos, mal granados, com pouco peso e até completamente chochos. Para verificar como foi o prejuízo é preciso fazer a colheita de alguns pés, bem representativos, secar e determinar o rendimento café coco/ café beneficiado. Deve-se, ainda,verificar o tipo do café e o seu preço de mercado. Isto deve ser feito pois,, provavelmente, vai resultar muito café escolha. Fazer apenas o teste de frutos que boiam em água não seria suficiente. Com o resultado do rendimento e da avaliação do preço do café, restaria, então, ver qual seria, em contraposição, o custo da colheita e do preparo desse café. Caso resulte alguma sobra seria indicada a colheita. Matiello




Que produto devo usar para facilitar a colheita do café? Etrel?


Município: Nepomuceno Estado: MG Resposta: Senhor José, O produto para acelerar a maturação é o Ethrel. Ele se mostra viável quando se faz a colheita mecanizada, pois o café maduro cai mais fácil do que o verde. No entanto, o fruto que estava verde, com o Ethrel, só amadurece por fora, ou seja, a semente ou grão, internamente, vai permanecer verde, e aparecer no café beneficiado como defeito. Por isso, deve-se pensar bem antes de aplicar. Caso seja colheita manual não compensa. Deve-se, ainda, cuidar bem da época correta de aplicação e da dose, pois se for em excesso derrubar também as folhas. Matiello





 

Controle do Mato

Controle do mato

Zartan em café


Senhor Daniel, diz que seu cafezal está dando muito capim são joão e amendoin, quer sabe ser posso bater ZARTAN no mato mesmo estando ele no pé de café? Nós atendemos dizendo que o produto deve ser usado sobre as ervas,em jato dirigido, conforme seu registro. Sobre o pé de café não. Matiello




Usar limão ou vinagre em caldas de herbicidas acidificam a calda e portanto melhoram a ação do produto ou essa teoria é falsa?


Município: Santo Antônio do Jardim Estado: SP Resposta: Senhor Fernando, de fato a acidificação da calda melhora um pouco a eficiência no uso de herbicidas, porem não é preciso usar ácidos em condições das águas normais existentes, só em casos de águas alcalinas. Matiello




O cair no solo qual herbicida sistêmico para folha larga causa menos danos ao cafeeiro? Flumizim ou clorimurom? O fato do clorimurom ser seletivo também funciona quando é absorvido pelas raízes?


Município: Monte Belo Estado: MG Resposta: Senhor Gervásio, quanto a efeito danoso dos herbicidas no solo, ambos não prejudicam. A diferença é que o Flumizin, dependendo da dose, também tem ação contra a sementeira das ervas. Matiello




Controle de Tiririca em café novo


Município: Cabo Verde Estado: MG Gostaria de saber se posso aplicar o herbicida Sempra em café recém plantado em área com muita Tiririca. Caso não possa usar, qual seria a melhor opção para controle desse mato? Resposta: Senhor Juliano, diz que gostaria de saber se posso aplicar o herbicida Sempra em café recém plantado em área com muita Tiririca. Caso não possa usar, qual seria a melhor opção para controle desse mato. Nós atendemos dizendo que apesar de não encontrarmos nenhuma pesquisa versando sobre o efeito do sempra em mudas de café, achamos que, a exemplo de outras culturas, onde é bastante seletivo, nos parece que ele também vai ser seletivo ao café. Então faça um pequeno teste ai, antes de usar. Em feijão e cana de açúcar, culturas para as quais o produto é registrado, ele é bem seletivo. Em todo o caso ao usar no café novo pode fazer uma aplicação dirigida sem problemas, procurando não atingir as mudas novas de café. A dose indicada pra tiririca é de 150 g por hectare. Matiello




Posso usar o Galigan 240 EC para controle pre emergente em uma lavoura de cerca de 2 anos?


Município: Araçatuba Estado: SP Boa tarde, agradeço se puder nos esclarecer a duvida: posso usar o Galigan 240 EC para controle pre emergente em uma lavoura de cerca de 2 anos, sem prejudicar os pés de café? E existe alguma recomendação quanto a aplicação, no caso de poder usá-lo? Resposta: Senhor Rodrigo, solicita esclarecimento sobre se pode usar o Galigan 240 EC para controle pre emergente em uma lavoura de cerca de 2 anos, sem prejudicar os pés de café? E existe alguma recomendação quanto a aplicação, no caso de poder usá-lo? Nós atenemos dizendo que pode sim. As indicações são na base de 3 L por há de área aplicada, ou seja, coloque 3 L em 200-300 l dágua e aplique sobre o solo limpo, especialmente junto à linha de cafeeiros e procure aplicar em jato dirigido para o solo, sem deixar pegar em cima das plantas. Se com solo molhado melhor, porem nçao precisa, obrigatoriamente, estar molhado. Matiello




Aplicação em faixa, e dosagem de herbicida.


Município: Carmo do Paranaiba Estado: MG Gostaria de esclarecimento sobre a dosagem de herbicida para aplicação em faixa. Estou planejando fazer uma aplicação em faixas de 1,60 (0,80 de cada lado da linha de cafeeiro) de chlorimuron em lavoura de espaçamento 3,8 x 0,6. Considerando a dose 100 g/ha, a faixa de aplicação em área livre seria os 100 g nos 3,8 de espaçamento entre ruas (100 %)? O cálculo para proporção em faixa seria (1,6 m x 2777 metros lineares= 4.443,2 m²)? Sendo assim (4.443,2/10000)x100= 44,43,2%. Eu irei aplicar em 44,43% da área? Ai diminuo a dose do herbicida para essa faixa de 1,6 m proporcional a esses 44,43%? No caso do Chlorimuron seria 100 g/ha x 44,43%: 44,43 g? E ainda, pretendo usar volume de calda de 100/ha nessa faixa, seria o ideal? Resposta: Senhor Caio, diz que gostaria de esclarecimento sobre a dosagem de herbicida para aplicação em faixa. Estou planejando fazer uma aplicação em faixas de 1,60 (0,80 de cada lado da linha de cafeeiro) de chlorimuron em lavoura de espaçamento 3,8 x 0,